FPF 'OBRIGA' FREDERICO VARANDAS A PAGAR A RUI COSTA PARA ADIAR O SPORTING - BENFICA DA TAÇA DE PORTUGAL
Leões e encarnados têm duelo marcado para dia 28 de fevereiro, mas partida entre Porto e Santa Clara pode levar a alterações
Redação Leonino
Texto
11 de Fevereiro 2024, 07:40
Rui Costa, Frederico Varandas, Sporting, Benfica

Durante a conferência de antevisão da partida diante do Braga, Rúben Amorim foi questionado com o eventual adiamento do dérbi entre Sporting e Benfica, válido para a primeira mão das meias-finais da Taça de Portugal. O técnico dos leões admitiu que a data não poderia ser alterada sem os dois emblemas chegarem a um consenso. No entanto, não é verdade, mas traz um preço elevado para Frederico Varandas, que terá de pagar a Rui Costa.

“Para haver esse tipo de situação tem de haver acordo entre os dois clubes, e ver se o Benfica nos facilitava o calendário. Sou a favor do fairplay, mas mexer no meu calendário para ajudar o Benfica… Se calhar também não ajudava”, revelou o treinador do Sporting.

Contudo, segundo o Record, o regulamento da Federação Portuguesa de Futebol – entidade responsável pela organização da prova – permite que a partida seja adiada caso os verdes e brancos passem à próxima fase da Liga Europa ou caso paguem… 100 mil euros aos encarnados.

“A Direção da FPF pode ainda alterar jogos calendarizados quando estes estejam sujeitos a transmissão televisiva, quando neles intervenha clube participante na semana imediatamente seguinte numa prova oficial da UEFA ou, se deferir requerimento apresentado pelo clube visitado ou por ambos os clubes intervenientes, nos termos do artigo referente à marcação e alteração de datas e horas de jogo”, lê-se, no ponto 3 do artigo 14.º dos regulamento de calendário.

Desta forma, caso o Sporting elimine o Young Boys, voltará a jogar para a Liga Europa dia 7 de março, a semana a seguir ao dérbi. Para que a FPF adie a partida, tento em conta as provas europeias, é necessário que “O pedido de alteração da data ou da hora de um jogo deve dar entrada na FPF com 15 dias de antecedência relativamente à data calendarizada e deve ser instruído com os seguintes documentos: a) Acordo de ambos os clubes ou comprovativo de pagamento, pelo clube requerente ao adversário, da indemnização devida nos termos publicitados no comunicado Oficial Nº 1 (…)”.

Olhando para os dados apresentados no comunicado Oficial Nº1, é possível confirmar que, para adiar uma partida da Taça de Portugal, o valor são os 100 mil euros acima referidos. Se for um encontro da Liga 3 o valor desce para os 10 mil, enquanto que para o Campeonato de Portugal e Liga Revelação se fica apenas nos 5 mil euros.

Para já, a primeira mão das meias-finais da prova rainha do futebol português está marcada para dia 28 de fevereiro, no Estádio José Alvalade. No entanto, uma vez que o jogo dos quartos, entre Porto e Santa Clara foi adiado devido ao mau tempo que se fez sentir nos Açores, uma nova data para o dérbi eterno não foi, ainda, descartada.

  Comentários