HÁ QUEM GARANTA! AMORIM VAI APROVEITAR DÉRBI COM O BENFICA E APOSTAR EM JOGADOR DO SPORTING QUE ESTEVE PARADO UM ANO
Treinador dos leões vai fazer mexidas no onze inicial dos verdes e brancos para o encontro da Taça de Portugal
Redação Leonino
Texto
2 de Abril 2024, 06:58
Sporting, Benfica, Rúben Amorim

O Sporting visita o Estádio da Luz, esta terça-feira (20h45), em duelo válido para a segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal. Com uma vantagem de 2-1, obtida no Estádio José Alvalade, Rúben Amorim irá tentar levar os leões à final da prova rainha pela primeira vez desde que assumiu o cargo de treinador e, para tal, conta com o bom momento de Daniel Bragança.

Segundo o Record, o ‘camisola 23’ dos verdes e brancos será titular no meio-campo leonino, na visita ao terreno do Benfica, ao lado de Morten Hjulmand, com Hidemasa Morita  a ficar no banco de suplentes. O mesmo aconteceu na Amadora, diante do Estrela, mas Bragança fez dupla com o nipónico.

O atleta, que esteve quase um ano parado, a contas com uma entorse traumática com lesão do ligamento cruzado anterior. Depois de 305 dias afastado, voltou aos treinos do Sporting e foi sendo utilizado aos poucos por Rúben Amorim. Esta está a ser a melhor temporada da carreira, com o técnico a promovê-lo a capitão (na ausência de Sebastián Coates, Luís Neto e Antonio Adán), e a dar-lhe algum tempo de jogo mais regular.

Esta temporada, Daniel Bragança – avaliado em 5 milhões de euros – leva 37 encontros realizados: 20 na Liga Portugal Betclic, nove na Liga Europa, cinco na Taça de Portugal e três na Taça da Liga. Ao todo, nos 1.511 minutos que disputou, o médio verde e branco conta com cinco golos e duas assistências, sendo peça muito importante para Rúben Amorim.

Ao todo, com a Listada verde e branca, Daniel Bragança leva 98 encontros, sete finalizações certeiras, quatro assistências e três títulos conquistados: um Campeonato Nacional (2020/21) e duas Taças da Liga (2020/21 e 2021/22). O médio formado em Alvalade tem contrato com os leões até junho de 2027 e uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros.

  Comentários