LUÍS NETO RECUSOU MARCAR PENÁLTI NO SPORTING - CHAVES E EXPLICA PORQUÊ
Internacional português de 35 anos realizou último jogo em Alvalade com a camisola verde e branca
Redação Leonino
Texto
18 de Maio 2024, 21:32
Viktor Gyokeres, Luís Neto, Sporting

Luís Neto realizou, este sábado, dia 18 de maio, frente ao Chaves (3-0), o último jogo com a camisola dos leões, em Alvalade. Em declarações ao jornal Record, o central explicou o porquê de ter optado por não bater o penálti que deu origem ao primeiro golo dos leões na partida e explica que o fez por “respeito pelo adversário”.

“Nós temos os batedores. Normalmente os jogadores da frente têm objetivos de golos, de números. E também sinto que, por respeito ao adversário, que estava numa situação delicada, foi a melhor opção. Os batedores estão na folha. Hoje seria simbólico, mas o mais importante foi estar dentro de campo, ganhar e ter esta despedida, preparando já o próximo jogo”.

“Futuro? As hipóteses são várias, há algumas opções que existem mas ainda não consegui escolher a porta certa para seguir o meu próximo caminho, não fechando a porta também às possibilidades Sporting. Para ser mais claro e o mais honesto possível, preciso ainda de um tempo para tomar umas decisões pessoais em família, com as pessoas que normalmente têm peso na minha carreira. Depois logo irei decidir o meu próximo passo”.

“Agradeço ao mister pelas palavras. Realmente vesti a camisola, tive uma enorme crença que era possível, quando cheguei, fazer algo diferente no Sporting, entrar na história, atingir a glória e preparar o Sporting para conseguir ganhar mais tempo consecutivo e não ter este escape de anos sem ganhar. Acho que o Sporting é um clube muito mais bem preparado. O mister quis, publicamente, dizer algumas palavras de agradecimento sobre o que fui diariamente no Sporting para toda a gente e acho que esse legado e essa mentalidade é que ficam, é o que se respira na academia”, concluiu.

  Comentários