"NEM EU ESPERAVA": JORGE JESUS ENTROU NO GUINNESS E NÃO SE ESQUECEU DE 'PICAR'... CRISTIANO RONALDO
Antigo treinador do Sporting é detentor de recorde mundial e mostra não estar totalmente satisfeito
Redação Leonino
Texto
14 de Março 2024, 18:17
Jorge Jesus, Al Hilal, Cristiano Ronaldo, Al Nassr, Arábia Saudita, Sporting

Depois da vitória (2-0) frente ao Al-Ittihad, na passada terça-feira, 12 de março, o Al Hilal de Jorge Jesus, entrou no Guinness, como sendo o clube com mais vitórias consecutivas na história (28). Em declarações após ser detentor do novo recorde mundial, o antigo treinador do Sporting mostrou-se satisfeito e ‘picou’ Cristiano Ronaldo e companhia.

“É verdade, hoje o Al Hilal entrou no Guinness Book. 28 vitórias consecutivas, nem eu esperava… Foi um crescendo da equipa e foi também um desafio que a equipa foi tendo. Não há equipas invencíveis; agora, se o Al Hilal continuar a vencer… E vamos fazer tudo para isso, mas sempre com o foco dos grandes objetivos que esta equipa tem, que é a Champions e o campeonato”, disse, garantindo que quer conquistar a prova e deixar o Al Nassr de Cristiano Ronaldo bem longe do título.

A propósito do campeonato saudita, Jorge Jesus tece considerações acerca daquilo que outros países poderão pensar sobre a competição e destaca a dificuldade da mesma: “Isto é um campeonato muito difícil. Os clubes fora da Arábia Saudita, na Europa, ao pensarem que o Al Hilal tem 28 vitórias consecutivas podem estar a pensar ‘Aquele campeonato é um campeonato fraco’. Não é um campeonato fraco, é um dos campeonatos mais fortes do mundo. Sei o que estou a dizer. Todas as equipas têm grandes jogadores, das seleções de todo o mundo, jogadores de topo”.

O treinador do emblema saudita admite que o começo do campeonato, quando estava ainda a conhecer a equipa, não foi o melhor. Mas, como diz, “a partir do momento em que a gente acertou com a ideia da equipa, as coisas tornaram-se mais fáceis, porque eu tenho grandes jogadores”.

O antigo treinador do Sporting declara atribuir cada vez mais valor à equipa que coordena atualmente, devido à qualidade e competitividade do campeonato em que joga. Fala ainda da pressão, que admite ser mais reduzida com um acumular de tantas vitórias consecutivas: “A pressão que esta equipa do Al Hilal tem – jogadores, eu – é a pressão de todos os jogos que tens de jogar para ganhar. E se jogas para ganhar a somar vitórias atrás de vitórias, a pressão é menos, é ao contrário. Há mais alegria, há mais prazer, e há menos pressão”.

O Al Hilal, que segue na frente do campeonato saudita e está também nas meias-finais da Liga dos Campeões Asiática, volta a entrar em ação no próximo sábado, às 19h00, na receção ao Damac, em partida a contar para a 24.ª jornada da competição interna. Já o Al Nassr de Cristiano Ronaldo enfrenta o Al Ahli, pelas 19h00 de sexta-feira, dia 14 de março.

Imagem de destaque
  Comentários