"TÊM OS DOIS UMA..." ANTIGO GUARDA-REDES DO SPORTING TECE BOAS PALAVRAS PARA CRISTIANO RONALDO E PEÇA-CHAVE DO PORTO
Mítico guardião do Clube de Alvalade esteve numa extensa entrevista à margem de mais um feito de dupla portuguesa
Redação Leonino
Texto
27 de Março 2024, 14:29
Cristiano Ronaldo Euro2024 Seleção Portugal

A derrota da Seleção das Quinas no particular com a Eslovénia (2-0) da passada terça feira, 26 de março, marcou o jogo 344 que os dois jogadores mais velhos da equipa de Roberto Martínez disputaram juntos. Pepe, de 41 anos, e Cristiano Ronaldo, 39, mantêm uma duradoura amizade, e Nélson, antigo guarda-redes do Sporting, relembra vários momentos.

CR7 e Pepe têm sempre dado mostras de entrega e qualidade, e são exemplo de que é possível manter uma carreira profissional no futebol – e a alto nível – até mais tarde que a média. O início da relação entre os dois futebolistas data já do verão de 2002, quando o avançado, na altura com 17 anos, se preparava para a sua temporada de destaque no Sporting de László Bölöni. Foi nessa altura que Pepe chegou ao estágio de Alvalade para testes e a história entre os dois atletas começou.

Nélson, antigo guardião da baliza dos leões, esteve presente nos testes do defesa português e relembra o início da amizade do atual jogador do Porto com o cinco vezes premiado Bola de Ouro CR7: “Recordo-me do período em que o Pepe esteve connosco. Pensava que ele ia ficar porque apresentou qualidade. Puseram-no a jogar a trinco, quando ele se veio a revelar um central de excelência”, conta Nélson.

Bölöni gostou da prestação de Pepe, mas não chegou a acordo com a SAD do Marítimo, para onde o então jovem defesa acabou por regressar. Mesmo não tendo conseguido ingressar pelo Sporting, houve boas novidades para o futebolista nascido no Brasil, que desde aí ficou amigo de Cristiano Ronaldo.

“Eles são de idades próximas e é normal que criem essas afinidades. Têm os dois uma carreira de sucesso, jogaram muitos anos no Real Madrid e a amizade que traziam desse tempo manteve-se e foi reforçada ao longo dos anos”, continua Nélson, exaltando a importância dos oito anos em que os jogadores partilharam balneário na equipa espanhola para consolidação da amizade. A dupla leva já também 17 anos de jogos juntos a serviço da seleção.

Para rematar, o ex guarda redes afirma que continua sempre a dar Cristiano Ronaldo como “exemplo daquilo que  é correr atrás do sonho”, partilhando um momento caricato em que o então jovem de 17 anos profetizou o que viria um dia a alcançar, com muito esforço e dedicação. “Falem, falem, eu estou aqui para ser o melhor do Mundo”, disse Nélson, parafraseando CR7 em inícios de carreira, quando demonstrava já “uma ambição extraordinária” e uma “força de vontade impressionante”.

  Comentários