“TODOS SOMOS POUCOS PARA AJUDAR PORTUGAL”
Frederico Varandas apresentou-se, esta terça-feira, no Hospital das Forças Armadas
Duarte Pereira da Silva
Texto
24 de Março 2020, 12:07
summary_large_image

Frederico Varandas apresentou-se ao serviço na manhã desta terça-feira, 24 de março, no Hospital das Forças Armadas. Aquando da chegada, em declarações à TVI, o Presidente do Sporting CP afirmou que irá fazer o seu “melhor pelos portugueses e por Portugal. É essa a minha missão”.

O líder leonino referiu, também, que o combate ao Covid-19 será um desafio dos mais difíceis que Portugal e o mundo já enfrentou: “Vivemos uma situação extraordinária, Portugal vive um dos maiores desafios que enfrentou na sua história recente. Não vivemos uma greve da Carris ou da Função Pública, foi decretado Estado de Emergência, e todos somos poucos para ajudar Portugal e os portugueses”.

Relativamente à polémica sobre o acumular de funções, Frederico Varandas disse apenas que “Este é um momento inédito na história da democracia portuguesa, mas tudo será feito na legalidade, adequado à realidade que o momento exige”.

Recorde-se que, com o decretar do estado de emergência pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, na passada quarta-feira, 18 de março, os militares na reserva, como é o caso do Presidente do Sporting CP, foram chamados a dar o seu contributo.

No dia de ontem, o Ministério da Defesa emitiu um esclarecimento sobre a situação de Frederico Varandas (LER AQUI), bem como o próprio Sporting CP (LER AQUI). Por outro lado, o movimento “Sou Sporting” exigiu a realização de uma Assembleia Geral (LER AQUI) por entender que Frederico Varandas está a incorrer numa violação dos Estatutos do Clube.

Fotografia de Sporting CP

  Comentários