Corner Left

Receba, em primeira mão, as principais notícias do Leonino no seu WhatsApp!

WhatsApp Seguir

Hóquei em patins

ÚLTIMOS CINCO TÍTULOS DAS MODALIDADES DO SPORTING CP

Redação do Leonino recorda últimas cinco conquistas das modalidades verdes e brancas

Leonino - Onde o Sporting é notícia
Leonino - Onde o Sporting é notícia

  |

Icon Comentário0

A pandemia mundial coronavírus colocou todo o mundo em suspenso e, naturalmente, as modalidades de pavilhão não fugiram à regra. Assim sendo, e para que o teu tempo em casa seja, dentro do possível, mais fácil de passar, a redação do Leonino decidiu voltar atrás no tempo e recordar as últimas cinco conquistas das modalidades do Sporting CP.


  • Época 2018/2019, Taça de Portugal de Futsal: Sporting CP 5 – 5 SL Benfica (3-2 após grandes penalidades)

Corria o dia 31 de março de 2019 e um dos maiores jogos de futsal do mundo, se não mesmo o maior, tinha um novo capítulo na sua história. Na final da Taça de Portugal, leões e águias voltavam a medir forças. Era o quarto confronto entre as equipas nessa época e, até aquele momento, estava tudo empatado: um empate e uma vitória para cada lado. O conjunto de Nuno Dias tentava igualar a turma de Joel Rocha no número de provas rainhas conquistadas. O SL Benfica tinha sete e o Sporting CP seis. Estavam reunidos todos os ingredientes para um enorme jogo de futsal.


A bola começou a rolar na quadra e a partida não poderia ter começado de pior forma para os rapazes de verde e branco. Nem com dois minutos jogados, e Pedro Cary perdeu para Marc Tolrà em zona proibida. O espanhol não se fez rogado e inaugurou o marcador. Contudo, as coisas haveriam ainda de ficar mais negras para a equipa de Nuno Dias. Aos nove minutos do primeiro tempo, Robinho, com espaço, foi por ali fora e disparou para o 2-0. Neste lance, nota para as facilidades defensivas concedidas pelo Sporting CP. Guitta pouco ou nada podia fazer.

Contudo, a reação leonina chegaria pouco depois. Aos 11 minutos, Dieguinho, com o oportunismo que lhe é característico, aproveitou uma bola perdida e, de primeira, fuzilou a baliza defendida Diego Roncaglio. Todavia, ainda antes do final dos primeiros 20 minutos, as águias voltariam a marcar. Num pontapé de canto, Robinho deu para André Coelho, que disparou para defesa de Guitta, mas, na recarga, Fernandinho só teve de encostar para o 3-1. Num jogo de loucos, e quando faltava minuto e meio para o final do primeiro tempo, o suspeito do costume quis dar um ar da sua graça. Numa transição rápida, Deo soltou para Cardinal, que, com muita calma, tirou o guardião encarnado do caminho e fez o 3-2.

No segundo tempo, excelente entrada dos comandados de Nuno Dias. Aos três minutos, Deo, de forma muito inteligente, bateu o canto contra Robinho, que, inadvertidamente, fez autogolo. Estava feito o 3-3. Porém, os leões acabariam mesmo por passar para a frente do marcador. Alex Merlim não quis ficar de fora e deu, também ele, espetáculo. João Matos executou rápido uma reposição lateral e o italiano disparou uma bomba, que acabou por embater, com estrondo, nos dois postes, mas acabaria por sobrar novamente para Merlim, que colocou, pela primeira vez, o Sporting CP na frente do marcador. Até ao final do tempo regulamentar, os encarnados haveriam de voltar a empatar o encontro por intermédio de Roncaglio, que, de fora da área, e com alguma sorte à mistura, fez o 4-4.

No prolongamento, as águias conseguiram mesmo saltar para a frente do marcador. Deo, com uma infantilidade, perdeu a bola dentro da grande área e Fernandinho disparou para o 5-4. No entanto, os rapazes de verde e branco mostraram do que são feitos e, no 5-4, chegaram ao golo com Rafael Henmi a fazer um autogolo.

Nas grandes penalidades, o herói do costume voltou a aparecer. Do lado do Sporting CP, Cardinal, Dieguinho e Alex Merlim não facilitaram e converteram com sucesso os penaltis. Por sua vez, do lado encarnado, Fernandinho e Marc Tolrà também fizeram golo, mas, na altura da verdade, Robinho tremeu frente a Gonçalo Portugal, que defendeu uma grande penalidade ao jogador do SL Benfica.

Desta forma, o Sporting CP conquistou a sétima Taça de Portugal da sua história e igualou o eterno rival no número de conquistas desta prova. Nota, ainda, para o facto de a turma de Nuno Dias ter conquistado a prova rainha por duas vezes consecutivas e, assim, ter igualado um feito apenas conseguido pela Fundação Jorge Antunes.

https://www.youtube.com/watch?v=tBWf6xuEYBQ

  • Época 2018/2019, UEFA Futsal Champions League: Sporting CP 2 – 1 Kairat Almaty

Corria o dia 28 de abril de 2019 e era a terceira vez consecutiva que o Sporting CP marcava presença na final da Liga dos Campeões de futsal. Apenas este feito já era assinalável, mas a turma de Nuno Dias queria mais. Os leões queriam, finalmente, conquistar o tão desejado título. Nas meias-finais, tinham batido, por 5-3, a sua besta negra: Inter Movistar. Contudo, na grande final, tinham pela frente o todo poderoso Kairat Almaty, que, a jogar em casa, tinha tudo para conquistar um título que lhe fugia desde 2015.

No entanto, a raça dos rapazes de verde e branco falou mais alto. Num primeiro tempo sem golos, mas em que ambos os conjuntos poderiam ter chegado ao golo, as equipas pareceram algo nervosas com o peso da ocasião. Todavia, ao intervalo, Nuno Dias corrigiu alguns aspetos e terá, certamente, transmitido confiança aos seus pupilos. Desta forma, logo no segundo minuto do segundo tempo, o Sporting CP chegou ao golo. Pelo corredor esquerdo, Cardinal rodou sobre Taynan – sim, o mesmo que uns meses depois viria a aterrar em Lisboa – e encontrou Cavinato solto ao segundo poste, que só teve de encostar. Estava inaugurado o marcador na Almaty Arena.

Aos sete minutos do segundo tempo, os leões voltariam a marcar. Dieguinho, de forma inteligente, soltou para Alex Merlim, que, pelo lado esquerdo e com espaço, disparou um autêntico bico para a baliza dos cazaques. Léo Higuita ainda se esticou, mas só foi mesmo buscar a bola ao fundo das redes. Estava feito o 2-0 e o sonho estava agora mais perto de se tornar uma realidade.

Até ao final, nota para as inúmeras defesas de Guitta, que ia segurando a vantagem verde e branca. Apesar disso, e já a jogar em 5 para 4, o Kairat Almaty conseguiu mesmo chegar ao 2-,1 por intermédio de Douglas Júnior. Porém, o Sporting CP conseguiu mesmo segurar a vantagem e conquistar a primeira edição da UEFA Futsal Champions League.

O sonho tinha-se mesmo tornado a realidade. Este era uma conquista que há muito o universo leonino desejava e é também a prova de que o trabalho árduo acaba sempre por trazer resultados. A turma de Nuno Dias deixou de lado todos os fantasmas do passado e conseguiu o troféu mais desejado do mundo do futsal.

https://www.youtube.com/watch?reload=9&v=0J3mHeoNjuM&t=41s
  • Época 2018/2019, Liga Europeia de Hóquei em Patins: Sporting CP 5 – 2 FC Porto

O futsal tinha-se sagrado Campeão Europeu sensivelmente um mês antes e o hóquei em patins não quis ficar atrás. Após ter batido o SL Benfica, por 5-4, nas meias-finais, o conjunto de Paulo Freitas disputava agora a final da Liga Europeia diante do FC Porto.

Os leões entraram determinados em conquistar o título e, logo aos dois minutos, Toni Pérez rodou sobre a baliza, abriu as pernas e stickou para o fundo das redes. Estava inaugurado o marcador. No entanto, o FC Porto reagiu e, um minuto depois, Reinaldo García, com um remate de fora da área, voltou a igualar o marcador. Num jogo de parada e resposta, seria mesmo o Sporting CP a voltar a colocar-se em vantagem. Numa transição rápida, Ferran Font assistiu Vítor Hugo, que, com um ligeiro desvio, fez o 2-1. Ainda nos primeiros dez minutos, Telmo Pinto, que ainda era jogador dos dragões, viu o cartão azul e os leões ganhavam direito a um livre direto. Na conversão, Ferran Font fez a picadinha e acertou no poste, mas, na recarga, conseguiu mesmo colocar o seu nome na lista dos marcadores. Estava feito o 3-1.  No entanto, o marcador voltaria a mexer ainda na primeira parte. Com apenas dois minutos para o fim do primeiro tempo, Gonzalo Romero tirou tudo e todos do caminho e, apenas com Nélson Filipe pela frente, dilatou a vantagem verde e branca para 4-1.

No segundo tempo, e depois de Ângelo Girão ter travado três bolas paradas dos dragões, Gonçalo Alves reduziu para 4-2. Contudo, Ferran Font voltou a fazer das suas e, em mais uma transição rápida, rematou cruzado para fechar as contas em 5-2. Depois da conquista do Campeonato Nacional, no ano anterior, o Sporting CP vencia, assim, a Liga Europeia de hóquei em patins 42 anos depois.

https://www.youtube.com/watch?v=CZgUnHCC2D0

  • Época 2019/2020, Supertaça Futsal Placard: Sporting CP 6 – 2 SL Benfica

A temporada de 2018/2019 tinha ficado para a história pela conquista da UEFA Futsal Champions League, apesar de os leões não terem conseguido revalidar o título de campeão nacional. Porém, o passado não ganha troféus e a turma de Nuno Dias queria voltar a conquistar títulos. No arranque da época 2019/2020, os leões voltaram a defrontar o eterno rival na Supertaça.

Taynan, que era reforço para a presente temporada, mostrou desde cedo vinha para acrescentar valor. Numa reposição lateral, Alex Merlim encontrou o brasileiro ao segundo poste, que só teve de encostar. Estava inaugurado o marcador no Palácio dos Desportos de Torres Novas. Dois minutos depois, o Sporting CP voltaria a marcar. Guitta lançou Rocha em profundidade e o pivô brasileiro rodou sobre Chaguinha e bateu André Sousa, que tinha trocado os leões pelas águias. Uma autêntica entrada de leão.

Na primeira parte, não houve mais golos, mas, tal como no primeiro tempo, o conjunto de Nuno Dias entrou com tudo nos segundos 20 minutos. No primeiro minuto da segunda parte, Alex Merlim bateu o canto e, com alguma sorte à mistura, Chaguinha introduziu a bola na própria baliza. Estava feito o 3-0. No entanto, a goleada verde e branca não haveria de ficar por aqui. Aos cinco minutos deste segundo tempo, Alex Merlim tirou Bruno Coelho do caminho e, com André Sousa pela frente, soltou para Rocha, que, com a baliza deserta, bisou na partida e fez o 4-0. Pouco depois, André Sousa tentou sair a jogar, mas Cardinal roubou-lhe a bola e fez o quinto golo dos leões. O encontro começava a ganhar contornos históricos.

A jogar no 5-4, e já com o resultado completamente decidido, o SL Benfica conseguiu, com três minutos para o final, marcar por intermédio de Fits. Todavia, João Matos quis, também ele, colocar o seu nome na lista dos marcadores e aproveitou o 5-4 encarnado. Com a baliza deserta, de costa a costa, o capitão leonino fez o 6-1. Por fim, Fernandinho fechou as constas em 6-2.

O Sporting CP conquistava, assim, a Supertaça Placard pela terceira vez consecutiva, algo que nunca havia sido conseguido, e tornava-se a equipa com vitórias nesta prova, tendo nove contra oito do SL Benfica. Era apenas mais um feito por parte do futsal verde e branco.

https://www.youtube.com/watch?v=tzYWFaS4DTM

  • Época 2019/2020, Taça Continental de Hóquei em Patins: Sporting CP 3 – 2 FC Porto

Naquela que foi a última conquista das modalidades leoninas, o hóquei em patins do Sporting CP bateu, por 3-2, o FC Porto na final da Taça Continental de Hóquei em Patins.

Depois de nas meias finais ter goleado, por 7-0, o Hockey Sarzana, os leões tinham pela frente os dragões. O conjunto de Paulo Freitas começou melhor e aos dez minutos inaugurou o marcador. Gonzalo Romero roubou a bola a Gonçalo Alves e foi de uma ponta a outra do rinque para fazer o 1-0. Um lance de génio por parte do argentino. Ainda no primeiro tempo, e depois de os leões terem desperdiçado um livre direto, o FC Porto chegou ao empate por intermédio de Carlo Di Benedetto. No entanto, a resposta verde e branca veio ainda no primeiro tempo e Gonzalo Romero, novamente, disparou uma bomba para o fundo das redes dos dragões. Na primeira parte, Ângelo Girou voltou a medir forças com Di Benedetto, mas desta vez o melhor guarda-redes do mundo levou a melhor.

Na segunda parte, também de livre direto, o FC Porto chegou ao empate por intermédio de Giulio Cocco. Neste segundo tempo, destaque para os guardiões de ambas as equipas, que defenderam inúmeros livres diretos. Porém, a sorte haveria de sorrir ao conjunto de Paulo Freitas. Com apenas dois minutos para o final, Raul Marín não tremeu diante de Xavi Malián e fez o 3-2 final.

O hóquei em patins do Sporting CP conquistava, assim, a Taça Continental e escrevia mais uma página de história para o Clube de Alvalade.

https://www.youtube.com/watch?v=ZCk40_J0uno&t=25s


Modalidades

“NÃO POSSO FALAR, NÃO QUERO SER CASTIGADO”: NOVO TREINADOR DO SPORTING COMENTA JOGO COM O BENFICA

Futuro técnico do emblema verde e branco sofre derrota pesada diante dos encarnados

  |

Icon Comentário0

Na última quinta-feira, dia 13 de junho, a equipa de hóquei em patins da Oliveirense, de Edo Bosch – futuro treinador do Sporting –, perdeu frente ao Benfica, por 6-1, na ‘negra’ e fica de fora da final play-off do campeonato nacional de hóquei em patins (3-2). Neste sentido, em conferência de imprensa, o técnico espanhol refletiu sobre o desfecho da formação de Oliveira de Azeméis.

“Em primeiro lugar, quero dar os parabéns ao Benfica. Sobre o jogo não posso falar, porque não quero ser castigado. Vou falar de uma equipa que trabalhou muito, que prometi que chegaria às decisões. Isso aconteceu e só porque é uma equipa que quer muito, que trabalha muito e hoje, para mim, que tenho 40 anos disto, não foi respeitada”, começou por dizer em declarações aos meios de comunicação.


“Fora isso, agradeço ao clube que me deu tudo durante este ano, o que pedi e mais do que isso. Aos adeptos, que pouco a pouco fomos conquistando. Ver o Pavilhão Dr. Salvador Machado cheio é a melhor imagem que levo deste ano. Agradeço aos jogadores que acreditaram em mim. Obrigado do fundo do coração”, prosseguiu.


Já garantido que Edo Bosch será o próximo treinador de hóquei em patins do Sporting, o treinador aproveitou para deixar algumas palavras à equipa que foi a sua casa na última temporada: “sim, hoje foi o meu último jogo com a camisola da Oliveirense. Deixo homens aqui que muito demostraram que gostam de hóquei e suam a camisola e merecem todo o meu respeito. Podem contar comigo para o que precisarem”.

Edo Bosch, que já vai na quarta época como treinador principal, conta já uma Taça Continental no currículo, conquistada em 2022/23, ao serviço do Valongo, derrotando o Trissino, de Itália, na final, por 2-1. Antes de pendurar os patins, o ex-hoquista venceu uma Taça de Espanha, uma Taça Europeia, sete Taças de Portugal, nove Supertaças e 11 Campeonatos Nacionais.



Modalidades

ESTRELA DO SPORTING CUMPRIU ÚLTIMO JOGO FRENTE AO PORTO E VAI ASSINAR PELO BARCELONA

Craque de 27 anos marcou aos dragões no jogo de despedida e está de partida rumo ao campeonato espanhol

  |

Icon Comentário0
Ferran Font cumpriu o último jogo pela equipa de hóquei em patins do Sporting frente ao Porto. O espanhol, que marcou os terceiro e quinto golos dos leões, está de saída de Alvalade e vai abandonar o emblema verde e branco rumo ao Barcelona. Os leões perderam diante dos azuis e brancos nas grandes penalidades (2-0), depois de uma igualdade 5-5 no tempo regulamentar, esta quarta-feira, dia 12 de junho, no Clássico marcado pelo jogo de despedida do avançado de 27 anos.

No total, com a Listada verde e branca, Ferran Font contabilizou, no total, 244 golos. em 291 partidas pelos leões. Esta temporada, o 'camisola 9' do Clube de Alvalade somou 35 tentos apontados, em 42 jogos disputados pela turma verde e branca. Venceu dois Campeonatos, três Ligas dos Campeões e duas Taças Continentais


O 'desgaste' na ligação com o técnico de 53 anos pesou na decisão de o jogador querer abandonar Alvalade, bem como o desejo em querer alinhar pelo Barcelona, seu clube do coração. O jogador é natural de Vic, cidade na Catalunha, tendo jogado várias temporadas no clube com o mesmo nome.

Para colmatar a saída do hoquista, Roc Pujadas, avançado do Porto, que não tem tido muitos minutos pelos azuis e brancos, vai ser o substituto. De resto, o técnico argentino é admirador do atleta e tentou, inclusive, levar o jogador para o Benfica na altura em que treinou o clube da Luz.


Depois da conquista da Liga dos Campeões, os verdes e brancos procuravam vencer a Liga portuguesa pela décima vez na sua história, competição que o Clube de Alvalade não conquista desde 2020/21, sob orientação de Paulo Freitas.


Modalidades

ALLAN GUILHERME A CAMINHO DO SPORTING? NOVIDADES SOBRE FUTURO DO PIVÔ DO BRAGA

Jogador brasileiro esteve em destaque na última edição da Liga Placard e tem sido bastante associado à equipa de Nuno Dias

  |

Icon Comentário0

Depois de algumas complicações durante a negociação, Allan Guilherme, jogador da equipa de futsal do Braga, já estará fechado como o primeiro reforço do Sporting para a próxima temporada. O pivô brasileiro prepara-se para se mudar para o emblema com o qual acabou por perder a final da Liga Placard.

O jornal Record escreve, na sua edição desta segunda-feira, dia 17 de junho, que o jogador já terá sido garantido pela Direção liderada por Frederico Varandas no plantel de Nuno Dias para o ataque ao pentacampeonato, em 2024/25. Assim, o Allan já não deverá 'fugir', mesmo depois de António Salvador, presidente do Braga, ter tentado complicar a vida aos verdes e brancos no processo de negociação (Saiba mais AQUI).


O interesse dos leões já vem de há uns tempos, visto que Nuno Dias quer mais um atleta para o ataque leonino. A acrescentar ao facto de Allan Guilherme se mostrar goleador, o canarinho chegou a Portugal com 17 anos para representar o Fundão e, depois de seis temporadas em solo nacional, é, para a FPF, considerado como formado localmente, não ocupando lugar de estrangeiro na convocatória.


Com formação no Corinthians, o atleta destacou-se na temporada 2022/23 em Portugal, chamando a atenção dos leões ao marcar 26 golos em 30 jogos em todas as competições. Destes, 21 foram no campeonato, onde terminou em terceiro na lista de melhores marcadores, atrás de Rocha (23) e Diego Cavinato (35).

Allan Guilherme, que chegou a Braga em 2018/19, proveniente do Fundão, realizou, até ao momento, 135 partidas pelo conjunto comandado por Joel Rocha, antigo treinador do Benfica. Esta temporada, no total, o canarinho fez o gosto ao pé por 28 ocasiões, em 33 encontros disputados, tendo acabado por perder o título de campeão nacional para o Sporting, que garantiu o histórico tetra.
Confira aqui toda a qualidade de Allan Guilherme:

Fotografia do Instagram de Allan Guilherme


envelope SUBSCREVER NEWSLETTER


6-1! PRÓXIMO TREINADOR DO SPORTING GOLEADO PELO BENFICA
Modalidades

6-1! PRÓXIMO TREINADOR DO SPORTING GOLEADO PELO BENFICA

 

Icon Comentário0
SAÍDA CONFIRMADA! TREINADOR DESPEDE-SE DO SPORTING: "O QUE VIVI NESTE CLUBE FOI ÚNICO"
Modalidades

SAÍDA CONFIRMADA! TREINADOR DESPEDE-SE DO SPORTING: "O QUE VIVI NESTE CLUBE FOI ÚNICO"

 

Icon Comentário0
ACABOU O SONHO! SPORTING PERDE FRENTE AO PORTO NAS GRANDES PENALIDADES E DIZ ADEUS AO TÍTULO
Modalidades

ACABOU O SONHO! SPORTING PERDE FRENTE AO PORTO NAS GRANDES PENALIDADES E DIZ ADEUS AO TÍTULO

 

Icon Comentário0