“AMORIM EXIGIU MUITO DE MIM, FOI DURO”: CRAQUE DO SPORTING FICOU DE RASTOS COM O TREINADOR
Primeiros tempos em Alvalade foram bastante difíceis, mas jogador dos leões ultrapassou com facilidade
Redação Leonino
Texto
7 de Junho 2024, 06:44
Luís Neto, Trincão, Hjulmand, Nuno Santos, Esgaio, Inácio, Sporting, Manchester United, Rúben Amorim

Morten Hjulmand teve uma adaptação difícil ao Sporting. O médio dinamarquês chegou ao Clube de Alvalade rotinado a um plano de jogo diferente do que aquele pedido por Rúben Amorim. No entanto, a temporada do futebolista foi em crescendo e terminou a época como um dos pilares dos verdes e brancos.

“Foi difícil, porque ele exigiu muito de mim no início, a forma como ele me via como jogador e como eu deveria crescer. Ajudou-me a crescer em muitos aspetos e ajudou moldar-me como jogador. Ele ajudou-me muito! E depois é um treinador taticamente muito evoluído”, começou por dizer, ao Tipsbladet, depois da vitória da Dinamarca, por 2-1, sobre a Suécia.

“Quando cheguei ao Sporting houve um período em que tive de ambientar-me, muito também por não ter feito parte da pré-temporada. Além disso, em Portugal pratica-se um tipo de futebol diferente em comparação com Itália. Acho que é muito mais intenso. Por isso tive de construir esse perfil, para me encaixar mais no sistema do treinador, que era completamente diferente do que tinha experimentado antes”, explicou.

Embora o início tenha sido ‘enferrujado’, Morten ganhou espaço como titular e admitiu que “Na verdade, tem sido mais fácil para mim entrar numa equipa com tanta qualidade. É também uma equipa cheia de jogadores com grande personalidade e eles receberam-me muito bem”.

Em 2023/24, com a camisola do Sporting, Morten Hjulmand – avaliado em 40 milhões de euros – realizou 49 encontros: 30 no Campeonato Nacional, 10 na Liga Europa, sete na Taça de Portugal e dois na Taça da Liga. Nos 3.539 minutos que disputou, o médio apontou quatro golos e fez quatro assistências.

  Comentários