ESFOMEADO! FUTEBOLISTA DO SPORTING JÁ FEZ PARTE DOS TRABALHOS DE RÚBEN AMORIM E PROMETE SER SÉRIO REFORÇO DE PESO
Jogador do Clube de Alvalade foi ausência da última partida dos verdes e brancos e aponta agora baterias ao regresso
Redação Leonino
Texto
28 de Março 2024, 09:54
Rúben Amorim, Treino, Sporting

Marcus Edwards, extremo do Sporting, foi presença na sessão de treinos da passada quarta-feira. Depois de ter sido ausência, por conta de umas miniférias concedidas por Rúben Amorim para este ‘limpar’ a cabeça, o camisola 10 do Clube de Alvalade está na máxima força e aponta agora baterias à fase fulcral da temporada.

O inglês de 25 anos vinha de uma fase atribulada pelos verdes e brancos, com algumas exibições abaixo do esperado e perante esta situação, o técnico dos leões decidiu que o melhor seria que o seu futebolista descansasse e organizasse as ideias junto da sua família e amigos. Depois da eliminação diante da Atalanta, Edwards não voltou para Lisboa, tendo seguido caminho para Londres.

Depois de ter desfalcado o ataque leonino na goleada aplicada ao Boavista (6-1), Marcus Edwards surge agora na máxima força para ser mais um elemento fundamental no ciclo decisivo de partidas que o Sporting vai ter no próximo mês e meio. Deverá apontar por minutos na partida desta sexta-feira, 29 de março, frente ao Estrela da Amadora.

Esta temporada, Marcus Edwards – avaliado em 28 milhões de euros – leva 38 jogos pelo Sporting: 21 na Liga Portugal Betclic, dez na Liga Europa, quatro na Taça de Portugal e três na Taça da Liga. Ao todo, nos 2.155 minutos em que esteve em campo, o extremo do Sporting apontou seis golos e fez cinco assistências.

Desde que chegou ao Sporting, em janeiro de 2022, Marcus Edwards contabiliza 104 encontros, 21 finalizações certeiras e 17 assistências. O inglês tem contrato até junho de 2026 e uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros.

Apesar de uma temporada de baixo rendimento em comparação às anteriores, Marcus Edwards continua a causar interesse, principalmente em Inglaterra, local que o futebolista nunca escondeu querer voltar. Crystal Palace, emblema da Premier League, foi uma das formações que colocou o britânico no seu radar.

Imagem de destaque
  Comentários