"HÁ POLÉMICA DEVIDO AO TIPO DE JOGADOR QUE SOU": CRAQUE DO SPORTING E A FAMA DE SER 'CACETEIRO'
Rivais apelidaram futebolista dos leões, que garante não mudar e ser esta a sua personalidade dentro de campo
Redação Leonino
Texto
7 de Junho 2024, 07:59
Gyokeres, Koindredi, Inácio, Paulinho, Pote, Nuno Santos, Fresneda, Quaresma, Geny, Diomande, Bragança, Edwards, Hjulmand, Israel, Sporting, Vitória de Guimarães, Rúben Amorim

Morten Hjulmand ganhou a fama de ser ‘caceteiro’, após uma temporada fenomenal ao serviço do Sporting. Os rivais garantem que o médio recorre muitas vezes à falta para travar adversários, algo que o dinamarquês justifica como sendo normal e a sua forma de jogar.

“Devido ao tipo de jogador que sou, há alguma polémica… E é assim. Portanto também haverá outras controvérsias no futuro, porque irei muito, muito longe, para ganhar jogos de futebol. Faço isso diariamente no meu Clube e também farei na seleção dinamarquesa. É aí que entro com a personalidade que tenho”, revelou, ao Tipsbladet, recordando um episódio internacional no qual teve uma desavença com Granit Xhaka.

No mesmo momento, Morten garantiu que “a Premier League é o grande objetivo”, apesar de estar feliz no Sporting. O Manchester United já mostrou cobiçar o ‘camisola 42’ dos leões (saiba mais AQUI), mas o mais recente interessado não é de Inglaterra e tem enormes dificuldades em contratar o médio, uma vez que passa bastantes dificuldades financeiras (saiba mais AQUI).

Em 2023/24, com a camisola do Sporting, Morten Hjulmand – avaliado em 40 milhões de euros – realizou 49 encontros: 30 no Campeonato Nacional, 10 na Liga Europa, sete na Taça de Portugal e dois na Taça da Liga. Nos 3.539 minutos que disputou, o médio apontou quatro golos e fez quatro assistências.

Morten Hjulmand chegou ao Sporting no verão de 2023, oriundo do Lecce, a troco de 18 milhões de euros, mais 3 por objetivos, tornando-se na segunda contratação mais cara a história do Clube de Alvalade, sendo superado apenas por Viktor Gyokeres (20 milhões, mais 4 por objetivos).

  Comentários