INGLESES ESCANDALIZADOS COM AGRESSÃO A POTE: "DI MARÍA DISFERIU UM SOCO NO JOGADOR DO SPORTING"
Extremo do clube da Luz não viu qualquer cartão por parte de Artur Soares Dias, árbitro do dérbi
Redação Leonino
Texto
8 de Abril 2024, 17:56
Pedro Gonçalves - Sporting - João Neves - Benfica - falta - Di María

A agressão de Ángel Di María a Pedro Gonçalves no jogo entre Sporting e Benfica (2-1) foi alvo de escrutínio na imprensa internacional que cita os ecos das redes sociais e partilha a estranheza pelo facto de o argentino do Benfica não ter sido sancionado com cartão vermelhou ou, sequer, amarelo.

“Di María deu um murro ao adversário mas escapou”, lê-se na publicação ‘Mundo Deportivo’ em inglês. “Um incidente a envolver Angel Di María, que agrediu o médio do Sporting Pedro Gonçalves durante um jogo da Primeira Liga, está a gerar debate sobre medidas disciplinares e justiça no futebol”, frisa o jornal espanhol, acrescentando: “Apesar de desferir um soco em Gonçalves durante a partida, Di María escapou notavelmente do cartão vermelho.”

O tablóide britânico ‘Mirror’ dá ao avançado que agrediu Pote a alcunha de “fracasso do Manchester United”. A publicação diz: “Era um jogo com VAR mas foi decidido que a infracção não justificava o cartão vermelho”, em crítica à não intervenção do videoárbitro, Luís Godinho, e avançando ainda que Di María “escapou do vermelho, apesar do murro no adversário.”

Artur Soares Dias, juíz do dérbi, mostrou benevolência com o avançado argentino do Benfica e acabou por não castigar o atleta, perante uma infração óbvia, mas a imprensa internacional não diminuiu a importância do sucedido.

A polémica gerada no dérbi – que poderia ter tido consequências para o Sporting, no sentido de ter podido alterar o rumo do resultado no marcador – não foi, contudo, falada apenas na Europa. O caso chegou à América, e o portal brasileiro UOL escreveu: “Di Maria peita, dá soco de propósito em adversário e não é expulso”.

  Comentários