MANUEL MOURA DOS SANTOS FALA DO PROBLEMA DA CALENDARIZAÇÃO E ATIRA:"TUDO FARÃO PARA IMPEDIR O SPORTING DE CHEGAR..."
Turma verde e branca ficou a conhecer o próximo adversário da Liga Europa e surgiram problemas no calendário leonino
Redação Leonino
Texto
25 de Fevereiro 2024, 09:41
manuel moura dos santos, sporting

O Sporting ficou a conhecer na passada sexta-feira, dia 23 de fevereiro, o seu próximo adversário dos oitavos de final da Liga Europa- a Atalanta. Com uma fase derradeira e um calendário cheio nas próximas semanas, o futuro previa-se complicado para os leões. Manuel Moura dos Santos, num artigo exclusivo ao jornal ‘O Jogo’ analisou esse problema.

“Entre 25 de Fevereiro e 6 de 1 março (11 dias), o Sporting disputará quatro jogos, com o Rio Ave, o Benfica, o Farense e a Atalanta, respectivamente. Quem é o responsável pela elaboração de um calendário, em que uma equipa de futebol profissional não tem as tais 72 horas de intervalo entre cada jogo. É a Liga Portugal? É a Federação Portuguesa de Futebol? São as duas ? Acham que estão a defender os interesses dos clubes portugueses? Ou só de alguns?”, começa por atirar.

“Tenho muitas duvidas que os interesses do meu Clube estejam a ser defendidos e protegidos por estas entidades. Se calhar, a mensagem é ‘percam, assim ficam com um calendário mais leve’. A verdade é que o Sporting só pode contar com os mais de 2,5 milhões de sócios e adeptos, que são a grande força do clube.”, prossegue:

“A competência da nossa Direção, da nossa equipa de futebol, e do nosso treinador, não serão suficientes para atingir os objetivos desta época. Os sócios e adeptos do Sporting tem de estar unidos em torno do Clube, pois há forças ocultas no futebol português, que tudo farão para impedir o nosso Clube de chegar à Liga dos Campeões da próxima época. Esta calendarização é o primeiro exemplo daquilo que o Sporting terá de enfrentar até ao final da época.”, diz por fim.

“O sorteio da Liga Europa poderia ter sido mais favorável. A Atalanta, sem ser uma equipa de topo da Europa, é uma equipa difícil, e está num bom momento. Ao contrário do Arsenal, na época anterior, esta não é uma eliminatória que proporcione glória, mas vai dar muito trabalho ultrapassá-la. Pelo menos já os conhecemos. E eles a nós. Com todos os prós e contras que daí advêm.”, confessou sobre o sorteio da prova europeia.

Imagem de destaque
  Comentários