NÃO TINHA ESPAÇO NO SPORTING, MAS AGORA JÁ TODOS SE BABAM POR COMANDADO DE RÚBEN AMORIM: "TEM NOVA OPORTUNIDADE PARA ATINGIR O TOPO"
Atleta leonino está num excelente momento de forma e ganhou uma segunda vida nos verdes e brancos
Redação Leonino
Texto
1 de Fevereiro 2024, 11:33
Rúben Amorim, Sporting

Eduardo Quaresma está num excelente momento de forma e parece ter ganhado uma segunda vida no Sporting. Num artigo de opinião no jornal ‘Record’, Rui Dias destaca as qualidades do jovem defesa-central, nomeadamente a sua força nos duelos individuais e inteligência dentro das quatro linhas.

“Tem sempre um argumento suplementar nas lutas que assume: é forte nos despiques diretos, inteligente a fechar diagonais defensivas, perfeito a avaliar tempos de contenção e desarme; não perde a marcação em zonas problemáticas e, apesar do acerto posicional cada vez mais depurado, assenta em impressionante velocidade de deslocamento, com a qual recupera o terreno perdido por alguma imprecisão cometida na abordagem – ou pelo superior talento de quem lhe surge pela frente”, começou por afirmar Rui Dias.

“É um ótimo gestor da vantagem que corrige falhas instantaneamente. Aos 21 anos, é internacional português em todos os escalões entre os sub-15 e os sub-21. Prometeu muito mas não cumpriu tudo. Está perante nova e surpreendente oportunidade para atingir o topo”, escreveu o jornalista.

“Viu aumentada a responsabilidade perante o treinador (que confia nele), os adeptos (que se sentem arrebatados pela sua vitória) e sobre ele próprio (erguido de um buraco de dúvida e descrédito). Titular do Sporting, confirmadas qualidades técnicas, físicas e táticas, precisa agora de focar-se nas benesses do tempo; de interpretar a relevância da continuidade dos atos para consolidar a autoconfiança; de crescer segundo a convicção de que o prestígio cada vez maior pode ser a mola impulsionadora de um futuro brilhante e não apenas o álibi para se desleixar na evolução”, atirou Rui Dias.

“A saída de Alvalade não deixava antever a renovação da confiança de Rúben Amorim, mesmo manuseando valores fundamentais a qualquer central do futebol moderno: é um condutor exímio, articulado, seguro, que conquista terreno com a bola dominada; que chega aos factos segundos antes de ocorrerem e cria desequilíbrios pela excelência de visão e passe”, finalizou.

  Comentários