PARTICULAR DE FUTSAL DIANTE DO CF OS BELENENSES TERMINA EMPATADO A DOIS
Golos leoninos foram marcados por Cavinato
João Estanislau
Texto
10 de Setembro 2020, 23:29
summary_large_image

A formação leonina, orientada por Nuno Dias, alinhou com Mamadu Turé, Tomás Paçó, Zicky, Cardinal, Erick Mendonça, João Matos, Taynan, Rocha, Guitta, Bernardo Paçó, Cavinato, Pany Varela, Pauleta e Alex Merlim.
A tática inicial é a que tem vindo a ser utilizada por Nuno Dias, 3-1, utilizando o pivô. A pré-época foi feita só de vitórias até este jogo e os leões entravam no encontro com o objetivo de manter esse registo. Os primeiros ataques pertenceram aos leões, com muita ação individual de Merlim que começou de início e os primeiros minutos foram de sentido único.

Contudo, o primeiro lance de perigo foi para João Marques, do Belenenses. Um remate frontal, para a defesa de Guitta. Erick respondeu com um grande remate que obrigou o guarda-redes azul a aplicar-se. O Sporting CP jogou nos primeiros minutos, muito subido, com espaço nas costas, mas não conseguiu concretizar cedo, graças a uma boa defesa da equipa do Restelo, que apesar de muito jovem, é uma equipa muito compacta.

Após os primeiros sete minutos, o Belém começou a equilibrar o jogo e criou dificuldades ao conjunto leonino. Inclusive, Telmo Sousa fez o primeiro para o Belenenses. O mesmo Belenenses que marcaria num lance de contra-ataque e Tiago Cruz fez o 2-0. Os leões não criaram muito perigo desde o primeiro golo dos azuis, apesar dos sucessivos ataques e apenas faltando oito minutos, Cavinato conseguiu reduzir, depois do passe de João Matos.
O mesmo Cavinato que viria a empatar a partida. O jogador italo-brasileiro de 35 anos fez o que melhor sabe, que é marcar golos.

O Sporting CP só voltaria a mandar no jogo ao minuto 15.

O resultado não voltaria a alterar-se até ao intervalo, ainda que Pany Varela tenha enviado a bola ao poste.

Pedro Mónica fez várias defesas de grande qualidade na primeira parte, negando vários golos aos leões. Apesar de jovem, poderá ser um grande valor da equipa azul.

Esta primeira-parte terminou, assim, empatada a duas bolas.

Os leões entraram bem na segunda parte, mas, tal como a primeira, muitos ataques e sem grandes oportunidades de golo e as que existiam, iam sendo defendidas por uma grande entreajuda dos azuis.

Cavinato e Merlim foram, de resto, nas alas, os jogadores que mais perigo causaram ao clube do Restelo.

Bernardo Paçó fez uma grande defesa, a única de registo, nos poucos lances de perigo causados pelo Belenenses, quando faltavam sete minutos para o fim da partida.

Mamadu Turé fez um grande lance de resposta, com um bom remate central, a meio da segunda parte, faltando apenas ter acertado no alvo.

O jogo na segunda parte não teve grandes momentos de registo, num jogo onde se pode indicar que o Sporting CP mandou no jogo em alguns momentos, mas Os Belenenses deram uma boa resposta, apesar duma equipa jovem.

Este foi a primeira vez que a equipa orientada por Nuno Dias não obteve a vitória, nesta pré-época.

  Comentários