PAULO ANDRADE, EX DIRIGENTE DO SPORTING, FALA EM "CORRUPÇÃO" E APONTA O DEDO A FERNANDO MADUREIRA E OUTROS MEMBROS DO PORTO
Antigo administrador do Clube de Alvalade mostra-se surpreendido pelas medidas aplicadas aos arguidos ligados ao clube de Pinto da Costa
Redação Leonino
Texto
9 de Fevereiro 2024, 21:39
Fernando Madureira, Porto, Sporting

Paulo Andrade mostrou-se surpreendido com a decisão do Tribunal em castigar severamente Fernando e Sandra Madureira, Vítor Catão, Hugo Polaco e vários elementos ligados ao Porto no caso da Operação Pretoriano – que visa investigar casos de corrupção do líder dos Super Dragões.

“As decisões que o juiz toma são exemplares e uma amostra, no fundo, daquilo que pode acontecer a todos aqueles que andam a gerar violência no desporto. Para todos nós que tivemos uma vida ligada ao desporto, seguramente estamos unidos na luta contra a violência, contra a corrupção e contra todos aqueles que andam a poluir o mundo do desporto”, começou por dizer, na CMTV.

“É bom que a Justiça, a Polícia e os Tribunais, quando apanham situações destas não tenham receio de aplicar penas que realmente sejam dissuasoras para que outros, noutros clubes infelizmente possam fazer o mesmo”, prosseguiu o comentador afeto ao Sporting.

“Inicialmente confesso que tinha dúvidas que as penas e as decisões pudessem ir a este ponto, mas à medida que as notícias iam saindo no Correio da Manhã e no Record, com informação daquilo que se estava a passar, das mensagens e isso, fui acreditando mais que a medida que o juiz fosse tomar acabasse por ser um bocado dura”, terminou Paulo Andrade.

Para já, Fernando Madureira está em prisão preventiva e proibido de contactar qualquer arguido do processo, à exceção da esposa, bem como qualquer elemento da direção dos Super Dragões, claque oficial e afeta ao clube azul e branco. Hugo Polaco tem uma medida de coação semelhante, enquanto Vítor Catão está em prisão domiciliária com vigilância eletrónica. Os restantes acusados ficaram com termo de identidade e residência.

  Comentários