"POVO PORTUGUÊS DEVIA SER-LHE MAIS GRATO" - OCEANO CRUZ DEIXA PALAVRAS ELOGIOSAS A EX TREINADOR DO SPORTING
Antigo jogador do Clube de Alvalade fala na importância do técnico no crescimento do futebol português
Redação Leonino
Texto
20 de Fevereiro 2024, 16:17
Oceano Cruz

Carlos Queiroz, antigo treinador do Sporting, foi esta segunda-feira, dia 19 de fevereiro, distinguido pela Faculdade de Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra. Oceano Cruz esteve presente na cerimónia e deixou rasgados elogios ao técnico com quem trabalhou nas seleções do Irão e da Colômbia. No entanto, expressou uma mágoa pela falta de reconhecimento do povo português para com o ex-leão.

“É uma homenagem mais do que justa. O que ele deu ao futebol português merece isto e muito mais. Custa-me aceitar algumas coisas. O povo português devia ser mais grato ao professor. Devia ser mais respeitado. Talvez seja a pessoa mais importante do futebol português”, defendeu o atual selecionador sub-20 da Seleção Nacional.

Oceano foi jogador do Sporting em duas ocasiões – entre 1984 e 1991 e entre 1994 e 1998. No total, o internacional português jogou 401 vezes com a Listada verde e branca, com 48 golos marcados e cinco assistências de Leão ao peito.

Ao todo, o antigo médio venceu duas Supertaças (1987 e 1995) e uma Taça de Portugal (1994/95) pelos verdes e brancos. Foi ainda técnico da equipa principal do Sporting em quatro jogos na temporada 2012/13, não conseguindo conquistar qualquer vitória.

Já Carlos Queiroz orientou o Clube de Alvalade durante três temporadas entre 1993 e 1996. Pelos leões, o técnico conquistou uma Taça de Portugal (1994/95) e uma Supertaça (1995/96), tendo orientado nomes como Luís Figo, Paulo Sousa ou Ricardo Sá Pinto.

No total, nos 105 jogos em que esteve ao serviço dos verdes e brancos, Carlos Queiroz venceu 68 encontros, empatou 24 e perdeu em 13 ocasiões. Alcançou dois terceiros lugares (1993/94) e (1995/96) e um segundo lugar (1994/95).

  Comentários