RÚBEN AMORIM: “NÃO PODE FALTAR EMPENHO”
Técnico leonino deixou elogios ao adversário e falou da possível saída de Vietto, em antevisão ao encontro nos Açores
Tiago Jesus
Texto
23 de Outubro 2020, 18:26
summary_large_image

A equipa do Sporting CP defronta o CD Santa Clara no próximo sábado, 24 de outubro, num encontro a contar para a 5.ª jornada da Liga NOS. Na antevisão à deslocação aos Açores, Rúben Amorim revela a necessidade de manter a consistência, prevê dificuldades para o encontro e aborda a possível saída de Luciano Vietto.

“Temos de entrar da mesma forma como entramos nos últimos jogos. É preciso manter a consistência. O Santa Clara tem os mesmos pontos do Sporting CP e isso diz muito. É uma equipa que vai jogar sem responsabilidade, no seu estádio e que tem jogadores rápidos. Tem também um dos melhores guarda-redes a jogar com os pés. É preciso ter o mesmo empenho, assumir o jogo e jogar com arrogância positiva. É mais uma altura para crescer. O que não pode faltar é o empenho. Isso é obrigatório e no fim esperar ter um bom resultado”, afirmou Rúben Amorim.

Sobre a eventual saída do internacional argentino, o técnico leonino não quis levantar o véu, clarificando apenas que “o que posso dizer é que Vietto não está na convocatória. Todos os jogadores são importantes, mas, por vezes, levantam-se outros interesses. O que posso dizer é que não foi chamado. Não é fácil substituir um jogador como Vietto. É um jogador internacional.”

O treinador português falou sobre as melhorias um mês após o primeiro jogo oficial, falando sobre o efeito da covid-19 na equipa: “Sim, a parte física foi importante, porque tivemos a pré-época e vários dias sem treinar, pela covid-19. As melhorias vêm dos treinos todos juntos, com o infortúnio da Liga Europa tivemos semanas mais longas, mas não acho que estejamos assim tão melhores. Ainda temos de nos esforçar muito para dominar nos jogos, mas temos coisas muito boas, boas dinâmicas e acho que estamos no bom caminho”, disse em conferência de imprensa.

Os leões não irão participar em competições europeias esta época, com o treinador leonino a referir que a sua equipa poderá com isso estar em vantagem: “As equipas estão preparadas para jogar de três em três dias, a competição ajuda, mas em termos de tempo ajuda. Dá vantagem em termos táticos. Os jogadores não estão habituados, principalmente os mais novos, a jogar de três em três dias, mas vamos crescer de outra maneira.”

Falando de Nuno Mendes, o técnico leonino mostrou-se surpreso com o crescimento do português: “Foi uma surpresa muito grande. Quando cheguei vi o Matheus Nunes e o Quaresma mais maduros, eu pensei que ia demorar mais tempo. É muito adulto a jogar, é muito forte fisicamente, ainda tem algum cansaço pela seleção, não estão habituados a este ritmo. É um talento e não há dúvidas que vai ser o titular da seleção por muitos anos”.

Ainda sobre o Clássico, o líder leonino reforçou que o importante é olhar em frente: “É a nossa vida enquanto treinadores, temos, a seguir ao jogo, de responder a quente. Na altura sentimo-nos prejudicados, mas seguimos em frente, isso é passado e foi isso que transmiti aos jogadores. Tudo o que aconteceu com o FC Porto acabou aí e se não pensarmos no Santa Clara, que é uma excelente equipa, não vamos conquistar os três pontos.”

O Sporting CP defronta o CD Santa Clara no próximo sábado, 24 de outubro, pelas 18h00. O encontro referente à quinta jornada da Liga NOS será no Estádio de São Miguel, com transmissão em direto na Sport TV 1.

Fotografia de Sporting CP

  Comentários