SPORTING ACUSA BENFICA E PORTO DE FAZEREM ‘PANELINHA’ PARA VAR CONTINUAR OPACO
Diretor de comunicação dos leões deixou a farpa: "A não mudança protege quem manda e o poder instalado"
Redação Leonino
Texto
4 de Agosto 2022, 15:13
summary_large_image

Miguel Braga, diretor de comunicação do Sporting, voltou a dar voz à necessidade encontrada de serem tornados públicos os áudios entre os árbitros e o VAR, de forma que se ajude a dar uma maior credibilidade ao futebol português.

Na sua intervenção, o responsável dos leões voltou a acusar Porto e Benfica de fazerem ‘panelinha’ contra esta proposta, que será agora incluída na Premier League.

“Nem dois meses depois do Conselho de Arbitragem (CA) da Federação Portuguesa de Futebol ter rejeitado as propostas do Sporting para que os áudios do VAR fossem públicos, argumentando que “as normas propostas afiguram-se ilegais, naturalmente face à Lei, e inadmissíveis face às orientações vinculativas do IFAB e da FIFA”, a Premier League fez saber publicamente que pretende que as conversas entre os árbitros e o VAR estejam disponíveis para o mundo no final de cada jogo, através da plataforma do YouTube”, escreveu no editorial do Jornal Sporting.

“Não foi apenas o CA a estar contra a disponibilização pública dos áudios do VAR: Benfica e Porto também votaram contra as propostas leoninas, dizendo-se a favor das mesmas, mas utilizando argumentos etéreos para justificar a oposição através do voto contra. Enquanto que em Inglaterra luta-se para mudar e melhorar o futebol, em Portugal faz-se um esforço tremendo para que fique sempre tudo na mesma. A não mudança protege quem manda e o poder instalado, instalado quer ficar”, recordou.

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Queres receber diariamente todas as notícias sobre Sporting no teu email? Transferências, jogos, opinião, golos e muito mais. Inscreve-te já, sem qualquer custo, na caixa em baixo ↓

  Comentários
Subscreva a newsletter Leonino
Email