UI! AMORIM ADMITE MUDAR ESTRATÉGIA DO SPORTING EM 2024/25: "O CAMINHO É CADA VEZ MAIS ESSE"
Treinador dos verdes e brancos revelou colocar algumas ideias de lado e reformular equipa na próxima temporada
Redação Leonino
Texto
27 de Maio 2024, 09:22
Rúben Amorim, West Ham, Porto, Sporting, Estoril

Rúben Amorim admitiu mudar a sua estratégia para a próxima temporada. Embora a partida diante do Porto, Nuno Santos e Geny Catamo tenham jogado em simultâneo, não é comum o treinador do Sporting apostar em dois alas ofensivos, principalmente em jogos de maior dificuldade.

Após o apito final, o técnico verde e branco garantiu que “jogar com dois alas, sinto que é cada vez mais o caminho no Sporting. Jogar com três defesas e dois alas. Acho que o foco poderá passar por aí no próximo ano”, o que não é muito comum, uma vez que Amorim prefere ter um dos homens de corredor de cariz mais defensivo como Ricardo Esgaio ou Matheus Reis.

Rúben Amorim chegou ao Sporting em março de 2020, oriundo do Braga, num negócio que custou aos cofres verdes e brancos qualquer coisa como 12 milhões de euros, já com ‘juros’ incluídos. Desde então, o técnico liderou 213 encontros, tendo vencido 148, empatado 33 e perdido 32, sendo uma das grandes figuras dos verdes e brancos nos últimos anos.

Ao comando do Sporting, Rúben Amorim conquistou cinco títulos: dois Campeonatos Nacionais (2020/21 e 2023/24), duas Taças da Liga (2020/21 e 2021/22) e uma Supertaça Cândido de Oliveira (2021). O treinador tem contrato com o Clube de Alvalade até junho de 2026 e uma cláusula de rescisão de 20 milhões para emblemas estrangeiros e 30 para clubes nacionais.

Com a derrota diante do Porto – a sexta em 54 encontros na presente temporada –, o Sporting não consegue juntar a Taça ao título de Campeão. Os leões procuravam erguer a prova rainha pela 18.ª vez. A última conquista aconteceu em 2018/19, sob comando técnico de Marcel Keizer.

  Comentários