ADÁN ADMITE ERROS PELO SPORTING E RECORDA JOGO DE MÁ MEMÓRIA: "FOI CATASTRÓFICO"
Guarda redes espanhol de 37 anos fez balanço às quatro temporadas em que passou em Portugal e lembra derrota pesada dos leões
Redação Leonino
Texto
30 de Maio 2024, 19:38
Antonio Adán, Sporting, La Liga

Antonio Adán concedeu uma entrevista à Sporting TV, esta quinta-feira, dia 30 de maio. O guarda-redes espanhol de 37 anos referiu que foi muito feliz em Alvalade, mas admite que cometeu “erros”, nomeadamente no duelo da Liga dos Campeões frente ao Marselha (4-1).

“Acho que nenhum jogo, por muito importante que seja para tudo, é decisivo para a carreira continuar. É certo que aquele jogo em Marselha foi catastrófico, mas os três anteriores na Champions foram muito bons. Isso muda de um dia para o outro. A seguir, jogámos contra o Santa Clara e fui o homem do jogo. A experiência dá-te que não é um jogo em particular, se cometes um erro, ou estás mal, que vai mudar vai dar o futuro da tua carreira”, começou por dizer, lembrando o título do Sporting de 2020/21.

“[Em 2020/21] sentiu-se algo especial no balneário desde início. Por vezes custou conseguir vitórias, mas aparecia sempre alguém no último minuto a dar-nos o golo decisivo. Lembro-me de irmos ao Porto e dizer à minha psicóloga que era impossível que alguém nos tirasse os oito pontos de vantagem que tínhamos. Não nos podia escapar da mão e assim foi. Foi espetacular a imagem do Parque Eduardo VII cheio de gente, olhavas para a Avenida da Liberdade e só se via verde. Foi especial por isso”.

“Lesão? Houve jogos em que passei mal… [risos] Porque eram momentos decisivos, como contra o Benfica para a Taça de Portugal e para o campeonato. Felizmente a equipa respondeu e deu um passo em frente para ultrapassá-los. Houve alguns momentos duros obviamente, uma lesão nunca é bem recebida, mas fico orgulhoso pela forma como pude ajudar o Sporting nas primeiras 22 jornadas. Depois tentei ajudar o clube desde força, a dar a força possível no balneário para que chegássemos ao título”, atirou, falando sobre as qualidades de Rúben Amorim.

“É muito inteligente. Sabe gerir o balneário e a equipa técnica na perfeição, é uma voz com uma mensagem muito clara para dentro e para fora. Tem uma força mental espetacular para os poucos anos que leva enquanto treinador. A nível pessoal, temos apenas dois anos de diferença, mas temos uma relação muito boa de confiança. É um treinador espetacular e vai continuar a dar triunfos ao Sporting”, vincou Adán.

  Comentários