AMORIM NÃO QUER 'FECHAR' O ATAQUE COM IOANNIDIS: SPORTING TEM DOIS NOMES EM CARTEIRA
Clube de Alvalade prepara-se para eventuais mudanças no setor mais ofensivo do plantel verde e branco
Redação Leonino
Texto
5 de Junho 2024, 11:45
Rúben Amorim, Fotis Ioannidis, Sporting,

É notícia desta quarta-feira, dia 5 de junho, que o Sporting se prepara para fazer uma nova proposta por Fotis Ioannidis, com o objetivo de fechar o avançado grego para o plantel de Rúben Amorim. No entanto, o ataque dos leões pode não ficar aqui definido.

O jornal Record escreve, na sua mais recente edição, que são três os jogadores do setor ofensivo do Clube de Alvalade que ainda arriscam a saída: Viktor Gyokeres, Paulinho e Marcus Edwards. Tendo em conta este cenário, os leões já se encontram preparados e têm dois extremos em carteira para colmatar qualquer saída: o regresso de Chiquinho (Wolverhampton/Famalicão) e a aquisição de Coubhaib Driouech (Excelsior).

Esta temporada, Couhaib Driouech – avaliado em 4 milhões de euros – disputou 32 partidas, nas quais teve 15 contribuições de golo: oito remates certeiros e sete assistências para companheiros de equipa. No total, o neerlandês esteve em campo durante 2.348 minutos – uma média de 73 por encontro.

No que toca a Chiquinho –avaliado em 2 milhões de euros – na última temporada não realizou qualquer jogo, devido a uma lesão grave no ligamento cruzado anterior de um joelho. Foi cedido pelo Wolverhampton à turma famalicense no início da temporada, tendo feito cinco golos e três assistências em 27 jogos, nos quais disputou 1.751 minutos – média de 64 minutos por partida.

Apesar de não ter chegado a jogar pela equipa principal do Clube de Alvalade, Chiquinho esteve 10 temporadas ligado ao Sporting- entre 2009 e 2019 – antes de sair em definitivo para o Estoril. O internacional sub-21 destacou-se nos canarinhos e mudou-se para Inglaterra, em 2022, tendo inclusive chegado a alinhar com Francisco Trincão no plantel dos Wolves, antes de o atual ‘camisola 17’ de Rúben Amorim assinar com os verdes e brancos.

  Comentários