BOMBA DE JOVANE VALE TRIUNFO NO REGRESSO A ALVALADE
Sporting CP venceu Paços de Ferreira, por 1-0, e igualou o SC Braga no terceiro lugar da Liga NOS
Duarte Pereira da Silva
Texto
12 de Junho 2020, 23:20
summary_large_image

O Sporting CP recebeu e venceu, esta sexta-feira, o Paços de Ferreira, por 1-0. O único golo da partida foi apontado por Jovane Cabral, aos 64 minutos. Com este triunfo – o sexto consecutivo no Estádio José Alvalade – os leões somam 46 pontos e igualam o SC Braga no terceiro lugar da Liga NOS.

Muita posse de bola, mas poucas oportunidades

Os comandados de Rúben Amorim entraram bem e, nos primeiros cinco minutos, ganharam dois cantos. Com Mathieu, por opção, e Battaglia, lesionado, foi Matheus Nunes que, desde cedo, começou a abrir o livro. Sempre com muito critério na hora da decisão, o brasileiro foi pautando o ritmo do jogo verde e branco. Aos sete minutos, após boa abertura do médio de 21 anos, Rafael Camacho puxou para dentro e disparou, sem perigo, para a baliza defendida por Ricardo Ribeiro. Com 15 minutos decorridos, os leões iam dominando a partida, mas sem ameaçar seriamente a baliza dos castores.

Com mais de metade da primeira parte disputada, Luciano Vietto tentava recuar no terreno para pegar no jogo. Contudo, o argentino somou alguns passes falhados e parecia não estar nos seus dias. Por sua vez, os pacenses mantinham a organização defensiva, pressionavam alto e iam impedindo o Sporting CP de criar perigo.

Aos 32 minutos, primeiro sinal de perigo da turma de Pepa. Borja, na primeira zona de construção, errou no momento do passe e João Amaral, com um excelente cruzamento para o segundo poste, assistiu Murilo, que acabou por nem sequer acertar na bola.

Aos 38 minutos, numa excelente jogada, Andraž Šporar poderia ter inaugurado o marcador. Sempre ao primeiro toque, Jovane deu para Vietto, que colocou Šporar na cara de Ricardo Ribeiro, mas o esloveno acabou por rematar por cima.

Até final do primeiro tempo, pouco ou nada a registar. Nos primeiros 45 minutos, os leões entraram bem, mas acabaram por perder gás e, naturalmente, o Paços de Ferreira, sempre com as linhas subidas e pressionando a saída de bola do Sporting CP, acabou por ganhar confiança. Ainda assim, os rapazes de verde e branco tinham mais bola e mais remates. Nota para a única ocasião de golo da primeira parte, que pertenceu a Andraž Šporar.

Logo no recomeço do encontro, os leões estiveram perto de inaugurar o marcador. Jovane Cabral, numa excelente jogada individual, tirou dois homens do caminho e cruzou para Šporar, que, por pouco, não encostou para o fundo das redes. No entanto, o Sporting CP continuava a demonstrar algumas dificuldades para penetrar na defensiva adversária. Fruto disso mesmo, os comandados de Rúben Amorim tentavam, com alguma regularidade, passes para as costas da defesa pacense, mas sem grande sucesso.

Porém, aos 64 minutos, eis que Jovane, à lei da bomba, decidiu inaugurar o marcador. Após Wendel ter sido carregado em falta, o extremo leonino disparou um autêntico míssil em direção à baliza do Paços de Ferreira. Ricardo Ribeiro limitou-se a seguir a bola com os olhos. Estava feito o 1-0 no Estádio José Alvalade.

Na resposta, poucos minutos depois do golo verde e branco, Rui Costa assinalou uma grande penalidade por falta de Cristian Borja sobre João Amaral. Contudo, depois de ser chamado à atenção pelo VAR, o árbitro portuense voltou atrás com a decisão. Neste lance, nota para a excelente intervenção de Luís Maximiano.

Perante alguma superioridade da turma de Pepa, Rúben Amorim, aos 73 minutos, retirou Acuña e Matheus Nunes do encontro e lançou Nuno Mendes, jovem de apenas 17 anos, e Eduardo.

No entanto, os castores não desarmaram e continuaram a obrigar os leões a recuar no terreno. Neste sentido, com pouco mais de dez minutos para jogar, Luiz Carlos, de livre direto, obrigou Luís Maximiano a uma excelente intervenção. Na recarga, o jovem guardião voltou a dizer presente e impediu o empate dos castores.

Até final da partida, o Sporting CP foi encostado às cordas e sofreu alguns calafrios, mas até foi Jovane que esteve mais perto de voltar a fazer o gosto ao pé.

Desta forma, os leões somam 46 pontos e igualam o SC Braga, no terceiro lugar da Liga NOS.

O conjunto de Rúben Amorim volta a entrar em campo na próxima quinta-feira, 18 de junho, pelas 21h15, diante do CD Tondela, no Estádio José Alvalade.

Fotografia de Sporting CP

  Comentários