FACADA NAS COSTAS? ANTIGO JOGADOR DE JOSÉ MOURINHO PERENTÓRIO: "É UM AMIGO, MAS…"
Ao dia de hoje, técnico português está desempregado, depois de ter sido despedido do comando técnico da Roma
Redação Leonino
Texto
8 de Fevereiro 2024, 18:11
José Mourinho

Deco, diretor desportivo do Barcelona, desmentiu que José Mourinho seja um dos nomes equacionados para suceder a Javi. Em declarações ao jornal ‘Sport’, nesta quinta-feira, o antigo jogador do Porto afirmou que é amigo do português, mas que não falam há bastante tempo.

“Mourinho é um amigo, mas não falo com ele há muito tempo”, atirou o agora diretor desportivo do Barcelona, em declarações ao ‘Sport’, afastando a possibilidade de José Mourinho vir a ser o sucessor de Xavi, que já anunciou que não vai continuar nos blaugrana.

“Procuramos alguém com o perfil que temos agora. Que se adapta às condições do clube, que saiba potenciar os jovens e que saiba que não podemos fazer grandes contratações. Tem de ser um treinador que saiba em que ponto está o Barcelona. Tem de conhecer a nossa realidade e que estamos numa situação de crescimento”, atirou Deco.

O antigo jogador do Porto desmentiu, também, que haja qualquer interesse em Thiago Motta, técnico do Bolonha: “Não vi muitos jogos do Bolonha, porque viajas tanto que te limitas a ver as equipas grandes. É verdade que está a fazer um bom trabalho, mas não há nada. Há muitos anos que não falo com ele”.

José Mourinho – que esteve em tempos muito perto de assumir o controlo do Clube de Alvalade – liderou o emblema romano em 2021 e, ao todo, realizou 138 partidas, tendo vencido 68, empatado 31 e perdido 39, conquistando ainda uma Europa Conference League (2022/23).

Curiosamente, outro dos nomes que foi associado ao Barcelona foi … Rúben Amorim. Porém, sobre o técnico do Sporting, Deco não proferiu qualquer comentário. O técnico chegou aos leões em março de 2020, oriundo do Braga, a troco de uma verba a rondar os 10 milhões de euros. Desde então, Amorim liderou os leões em 191 encontros, tendo vencido 133, empatado 28, perdido 30 e conquistado um Campeonato Nacional (2020/21), duas Taças da Liga (2020/21 e 2021/22) e uma Supertaça Cândido de Oliveira (2021).

  Comentários