FEDDAL: “ESTOU MUITO AGRADECIDO AO SPORTING CP”
Em entrevista ao Jornal Sporting, internacional marroquino confessa-se feliz em Alvalade e não entra em euforias, apesar da liderança
Tiago Jesus
Texto
26 de Novembro 2020, 15:55
summary_large_image

Zouhair Feddal cumpre a sua primeira época de leão ao peito e confessa estar muito satisfeito com o Clube que representa. Em entrevista ao Jornal Sporting, o central marroquino mostra-se satisfeito em ter vindo para Alvalade, não entrando em euforias, apesar do primeiro lugar.

“Estou muito feliz e cada vez mais convencido de que acertei ao vir para este grande clube. Eu já sabia o que era o Sporting CP, mas quando cheguei aqui dei conta de que é gigante. Um gigante que esteve muitos anos adormecido, mas espero que com a qualidade que há no plantel, possamos conquistar coisas importantes e dar alegrias aos sportinguistas”, começou por dizer.

“No futebol não pode haver conformismo”

Relativamente à classificação, o central não lhe dá importância, mas confessa que a mesma “reflete o bom trabalho que temos vindo a fazer, tanto dentro de campo como fora, mas aquilo que temos de fazer é apenas seguir nessa linha e pensar, como sempre, no próximo jogo, que para nós é mais uma final. No futebol não pode haver conformismo. Se nos conformamos, estamos arrumados”.

“Tem uma mentalidade vencedora”

Com nove jogos disputados sob o comando técnico de Rúben Amorim, o internacional marroquino deixa elogios ao mister: “É um treinador jovem com muita vontade de crescer e vencer. Vai ser um grandíssimo treinador. Tem uma mentalidade vencedora”, rematou, falando também sobre o roupeiro mais conhecido em Portugal, Paulinho: “É um fenómeno, é a alegria do balneário. É um exemplo de superação e é como uma lenda do Sporting CP”.

“Temos um grandíssimo grupo, um misto com gente veterana e jovem”

Por fim, Feddal falou sobre o que tem a ensinar, mas também confessando que há muito para aprender: “Quando acho que, humildemente, lhes posso dar um conselho, dou. Eu também aceito que um jogador como o Coates, que é da minha idade, me dê conselhos ou até que seja um jogador mais novo a fazê-lo, se entender que fiz algo de errado. Ouvir e dar conselhos, de forma humilde, é algo fundamental para que possamos crescer”, concluiu.

Fotografia de Sporting CP

  Comentários