GERSINHO: “NÃO PODEMOS BAIXAR A GUARDA”
Treinador da equipa de voleibol comentou a jornada dupla do passado fim-de-semana
Maria Pinto Jorge
Texto
26 de Outubro 2020, 11:36
summary_large_image

Entre sábado e domingo a equipa de voleibol do Sporting CP teve uma jornada dupla. Depois da vitória de domingo, frente ao SC Caldas, por 3-0 (LER AQUI), Gersinho fez a análise às duas partidas.

“O jogo de sábado foi atípico tendo em conta o que vínhamos apresentando. Começámos a época num ritmo muito intenso. Ontem a equipa deixou-se levar por achar que o jogo, de certa forma, seria tranquilo, ou que poderia ganhar com pouco esforço. Devido ao facto de termos jogadores que não conhecem bem o campeonato português, acho que a equipa relaxou em relação ao adversário. Não fizemos uma boa partida, mas foi um jogo atípico, porque aquela não é a postura que a equipa do Sporting CP tem de ter”, começou por dizer aos órgãos de comunicação dos leões, sobre a derrota de sábado, frente ao Esmoriz GC (LER AQUI), continuando.

“Entrámos no jogo de forma bem diferente, com uma postura completamente distinta. Houve uma conversa com os jogadores e eles chegaram à conclusão que não tinham tido uma boa postura ontem, e que teria de ser diferente. O resultado foi vencermos a partida. O Sporting CP tem qualidade, já demonstrou que é capaz de fazer bons jogos e de jogar a um alto nível competitivo, mas tem de ter essa dedicação em todos os jogos. Não podemos baixar a guarda porque isso traz resultados negativos, mas faz parte do crescimento de um grupo que está a começar agora”, sublinhou.

Em modo de conclusão, o míster dos leões comentou já os próximos encontros, uma vez que, no próximo fim-de-semana, existe nova jornada dupla, diante do CD Póvoa e da AA São Mamede, além de que, dia 3 de novembro, o Clube leonino joga a primeira mão dos 16 avos-de-final da CEV Challenge Cup, frente aos alemães do HG Giesen.

“Vamos pensar já no próximo fim-de-semana, em que temos dois jogos para vencer, e depois jogamos contra o HG Giesen. Apesar de não estarem bem classificados no campeonato, a liga alemã tem um nível mais forte do que a portuguesa. São investimentos muito maiores, ou seja, não podemos achar que vai ser fácil”, terminou.

  Comentários