MESMO DEPOIS DE GRANDE EXIBIÇÃO DO SPORTING EM BERNA, VÍTOR PINTO REMATA: "VULGARIZARAM UM CONJUNTO..."
Subdiretor do jornal 'Record' analisou a partida que colocou frente a frente o Young Boys e o Clube de Alvalade
Redação Leonino
Texto
16 de Fevereiro 2024, 16:01
Vítor Pinto, Sporting

O Sporting venceu por 3-1 no terreno do Young Boys, nos playoffs da Liga Europa, e encontra-se numa posição favorável para assegurar a sua passagem à próxima fase da competição. Num artigo de opinião no jornal Record, Vítor Pinto analisou o jogo.

“O Sporting pisou forte na relva sintética de Berna e colocou o incómodo Young Boys com dono. Os jovens leões também sabem rugir e vulgarizaram um conjunto helvético que, vindo da Champions, só tinha perdido por três vezes nos últimos 40 jogos em casa. O triunfo começou a ser construído pela mensagem assertiva de Rúben Amorim”, começou por dizer.

“Mesmo sem aceitar a pressão da candidatura ao triunfo na Liga Europa, deixou claro, através da rejeição de poupanças, que a eliminatória era para ficar encaminhada já na Suíça. A equipa correspondeu com Edwards e Gyökeres a brilhar”, pode ler-se.

Sobre a turma minhota, Pinto relembra a derrota em Alvalade: “O Braga passa do céu da conquista da Allianz Cup para o inferno de 9 golos sofridos contra Sporting e Qarabag. Será necessário um golpe de asa surpreendente para corrigir a trajetória no Azerbaijão”, conclui.

Sobre a partida, relembre-se, os leões entraram em campo mais fortes, mas, ainda assim, foi só aos 31 minutos que os verdes e brancos inauguraram a contenda, num auto-golo de Amenda. Pouco depois, aos 41′ e após Marcus Edwards ganhar uma grande penalidade, Viktor Gyokeres não facilitou e fez o 28.º golo da época em 30 jogos.

Ainda antes do intervalo e na resposta ao tento do Sporting, o Young Boys conseguiu reduzir, por intermédio de Ugrinic (42′). Todavia, no retomar da partida, Gonçalo Inácio, aos 48′, voltou a ampliar a vantagem dos leões, com um belo cabeceamento.

  Comentários