"NÃO LHES VAMOS PEDIR QUE SE MANDEM PARA O CHÃO EM CASA"
Tiago Ferreira explicou os desafios dos guarda-redes treinarem em casa
Rodrigo Soares Fernandes
Texto
25 de Março 2020, 11:55
summary_large_image

Com o desporto todo suspenso, os jogadores das várias modalidades estão nas suas casas a tentar manter a forma física. Tiago Ferreira, treinador de guarda-redes do Sporting CP, deu uma entrevista ao jornal O Jogo, na qual falou sobre as dificuldades extra que os guarda-redes sentem nesta altura.

“Telefono para os guarda-redes, não tanto para o Renan que está entregue ao departamento médico, mas tenho falado com o Max e o Diogo Sousa sobre aspetos importantes do jogo porque estamos parados e é preciso falar de futebol. O treinador [Rúben Amorim] é novo, as ideias são novas e queremos que o nosso guarda-redes jogue mais subido e ofensivo”, começou por dizer, antes de explicar as condicionantes da posição.

“Não lhes vamos pedir que se mandem para o chão em casa. Por exemplo, o Diogo Sousa está num apartamento, disse-me que tem um quarto livre e deixei-lhe um ou outro exercício. É importante terem contacto com a bola. O Luís [Maximiano] também está num apartamento, tem feito algum trabalho com bola e o trabalho físico em geral. Envio-lhe exercícios para que esteja sempre em contacto com a bola. É determinante”, disse o antigo guarda-redes verde e branco.

  Comentários