OS CINCO MELHORES DÉRBIS DO SÉCULO XXI
Redação do Leonino recorda os cinco melhores encontros do século XXI entre Sporting CP e SL Benfica
Duarte Pereira da Silva
Texto
24 de Março 2020, 17:54
summary_large_image

A pandemia mundial Covid-19 obrigou a que, por todo o globo, as competições desportivas fossem suspensas. Desta forma, a redação do Leonino decidiu recordar os cinco melhores encontros entre Sporting CP e SL Benfica do século XXI.

  • Época 1999/2000 – SL Benfica 1 – 3 Sporting CP

No dia 26 de janeiro de 2000, em partida a contar para os oitavos de final da Taça de Portugal, o Sporting CP deslocou-se até ao Estádio da Luz e venceu o SL Benfica por 3-1. Beto Acosta (11´e 74´) e André Cruz apontaram os golos leoninos, enquanto Cristián Uribe (33´) foi o autor do golo encarnado.

Aos 11 minutos, através de um canto marcado à maneira curta, Ivone De Franceschi cruzou para Beto Acosta, que se antecipou à Paulo Madeira, e cabeceou para o fundo das redes. Contudo, aos 33 minutos, as águias reagiram e Cristián Uribe, de pontapé livre, voltou a igualar o encontro. Todavia, logo de seguida, aos 36 minutos, André Cruz aproveita da melhor maneira o desvio de Acosta e volta a colocar os leões na frente. No segundo tempo, o conjunto de Augusto Inácio haveria de ampliar a vantagem. Beto Acosta foi carregado em falta dentro da grande área e, na conversão, fez o 3-1 e fechou as contas.

Nesse ano, o Sporting CP haveria de se sagrar Campeão Nacional, mas, na prova rainha, seria derrotado, na finalíssima, pelo FC Porto, por 2-0, após o empate a uma bola no primeiro jogo.

  • Época 2000/2001 – Sporting CP 3 – 0 SL Benfica

No dia 29 de abril de 2001, em jogo relativo à 30.ª jornada do Campeonato Nacional, os leões receberam, no velhinho Estádio José Alvalade, as águias e golearam o eterno rival por 3-0. Beto Acosta (3´), Pedro Barbosa (21´) e Beto (57´) foram os autores dos golos verdes e brancos.

Ainda nem os adeptos tinham tido tempo para aquecer o lugar, quando, aos três minutos, Sá Pinto tirou tudo e todos do caminho, mas o guarda-redes encarnado, Carlos Bossio, evitou o golo do português. No entanto, na recarga, Beto Acosta inaugurou o marcador. Aos 21 minutos, e perante total domínio da equipa então orientada por Manuel Fernandes, Rui Jorge cruzou com conta, peso e medida para Pedro Barbosa que, de cabeça, fez o 2-0. Contudo, o melhor momento da noite estava ainda por chegar. Já no segundo tempo, aos 57 minutos, Beto tirou Sabry do caminho e, do meio da rua, disparou um míssil para o fundo das redes encarnadas. Carlos Bossio limitou-se a seguir a bola com os olhos.

O Sporting CP acabaria mesmo por vencer o SL Benfica, por 3-0. Ainda assim, nessa época, os leões terminaram apenas no terceiro lugar do Campeonato Nacional, com 58 pontos, a uma dezena de pontos do primeiro classificado, o Boavista.

  • Época 2005/2006 – SL Benfica 1 – 3 Sporting CP

No dia 28 de janeiro de 2006, em jogo relativo à 20.ª jornada do Campeonato Nacional, o conjunto de Paulo Bento venceu, no Estádio da Luz, o SL Benfica por 3-1. Os golos verdes e brancos aconteceram apenas no segundo tempo, com Sá Pinto (64´) e Liedson (73´e 82´) a apontaram os tentos leoninos. Simão Sabrosa (27´) fez o golo encarnado.

As águias começaram melhor e, aos 27 minutos, Simão Sabrosa, de grande penalidade inaugurou o marcador. Porém, nos segundos 45 minutos, os leões conseguiram dar a volta ao marcador. Aos 64 minutos, Ricardo Sá Pinto, na conversão de um castigo máximo, fez o 1-1. Menos de dez minutos depois, numa transição rápida, Liedson partiu os rins a Luisão e disparou para o fundo da baliza defendida por Quim, colocando, assim, o Sporting CP na frente do marcador. Por fim, o levezinho voltou a fazer estragos e, depois de contornar o guarda-redes encarnado, só teve de encostar e fechou as contas em 3-1.

Nesse ano, os comandados de Paulo Bento terminaram no segundo lugar do Campeonato Nacional, com 72 pontos.

  • Época 2007/2008 – Sporting CP 5 – 3 SL Benfica

No dia 16 de abril de 2008, em jogo a contar para as meias-finais da Taça Portugal, o Sporting CP recebeu e venceu o SL Benfica por 5-3. Naqueles que muitos consideram ser um dos dérbis mais memoráveis da história, Yannick Djaló (68´e 84´), Liedson (76´), Derlei (79´) e Simon Vukcevic (90+3´) apontaram os golos leoninos. Rui Costa (19´), Nuno Gomes (31´) e Cristián Rodríguez (82´) foram os autores dos tentos encarnados.

O jogo não começou da melhor maneira para os leões e, aos 19 minutos, Rui Costa combinou com Ángel Di María e fez o 1-0. Contudo, o cenário haveria de ficar ainda mais negro. Aos 31 minutos, Leo cruzou para Nuno Gomes, que, completamente solto ao segundo poste, só teve de encostar e ampliou, assim, a vantagem das águias.

Porém, nos últimos 20 minutos, tudo haveria de mudar. Aos 68 minutos, após belo trabalho de Vukcevic, Yannick Djaló deu o melhor seguimento ao cruzamento do montenegrino e deu início à remontada leonina. Aos 76 minutos, Liedson aproveitou uma bola perdida na grande área fez o 2-2. No entanto, os leões não ficaram por aqui. Três minutos depois, Marat Izmailov cruzou para Derlei que, só com a baliza pela frente, colocou, pela primeira vez no encontro, o Sporting CP na frente do marcador. Na resposta, quando nada o fazia prever, o SL Benfica voltou a igualar o encontro por intermédio de Cristián Rodríguez.

Todavia, a turma de Alvalade não baixou os braços e, aos 84 minutos, Yannick Djaló, num contra-ataque, e com alguma sorte à mistura – a bola ressaltou em Luisão – rematou para o fundo das redes e fez o quarto golo verde e branco. Por fim, para fechar as contas, e já no tempo de descontos, aos 93 minutos, Simon Vukcevic, de primeira, respondeu da melhor maneira ao passe de Miguel Veloso e fechou as contas num 5-3 final.

Nessa temporada, o Sporting CP terminou no segundo lugar do Campeonato Nacional, com 55 pontos, mas conquistou a Taça de Portugal, com uma vitória, por 2-0, diante do FC Porto, e a Supertaça Cândido de Oliveira, também com um triunfo, por 1-0, frente aos dragões.

  • Época 2015/2016 – SL Benfica 0 – 3 Sporting CP

Mais recentemente, no dia 25 de outubro de 2015, o Sporting CP foi até ao Estádio da Luz vencer o SL Benfica por 3-0. Naquele que era o ano de estreia de Jorge Jesus, que trocou os encarnados pelos leões, Teo Gutiérrez (9´), Islam Slimani (21´) e Bryan Ruiz (36´), foram os autores dos golos verdes e brancos.

Logo aos nove minutos, após perda de bola de André Almeida, Adrien Silva colocou Teo Gutiérrez na cara de Júlio César. Na hora da verdade, o colombiano não tremeu e inaugurou o marcador. Aos 21 minutos, Jefferson, pelo corredor esquerdo, cruzou tenso para Islam Slimani, que, com um ligeiro cabeceamento, desviou para o fundo das redes e fez o 2-0. Ainda no primeiro tempo, aos 36 minutos, num contra-ataque mortífero, Islam Slimani foi por ali fora e disparou para defesa de Júlio César, mas, na recarga, Bryan Ruiz fez o 3-0 e fechou as contas.

Nessa temporada, o Sporting CP terminou no segundo lugar do Campeonato Nacional, com 86 pontos, tendo conquistado, no início da época, a Supertaça Cândido de Oliveira, com uma vitória precisamente frente ao SL Benfica por 1-0.

  Comentários