PUPILO DE AMORIM FAZ MEA CULPA E PEDE DESCULPA AOS ADEPTOS DO SPORTING (COM VÍDEO)
Plantel verde e branco dirigiu-se ao topo Norte do Estádio Nacional do Jamor para agradecer o apoio incansável ao longo de 120 minutos
Redação Leonino
Texto
27 de Maio 2024, 09:45
Diogo Pinto, Nuno Santos, Geny Catamo, Eduardo Quaresma, Sporting, Rúben Amorim, Porto

O Sporting perdeu, no passado domingo, dia 26 de maio, frente ao Porto por 2-1 (a.p.), na final da Taça de Portugal. Diogo Pinto foi titular e acabou por cometer uma grande penalidade, que daria a vitória ao adversário. No final do encontro, pediu desculpa aos adeptos.

O plantel verde e branco deslocou-se ao topo Norte do Estádio Nacional do Jamor para agradecer à massa associativa do Clube de Alvalade, que marcou presença em peso e apoiou a equipa de Rúben Amorim ao longo dos 120 minutos. Já diante dos adeptos, o jovem guardião fez mea culpa pelo penálti cometido sobre Evanilson.

“Não lhe vou dizer nada de especial e ele esteve muito bem, salvou-nos algumas vezes quando estávamos com dez e os erros acontecem. Isto não é da idade, o António foi expulso em Marselha. Acontece a alguém experiente, acontece a ele. Simplesmente mostrar o jogo e ver onde pode melhorar. Estou muito orgulhoso do trabalho do Diogo Pinto”, garantiu Amorim no final do jogo, sobre o guarda-redes do Sporting.

Diogo Pinto foi o escolhido por Rúben Amorim para ser opção inicial na baliza verde e branca, fruto das lesões de Antonio Adán –  lesionado na coxa esquerda – e de Franco Israel – em recuperação após uma cirurgia que o impediu de jogar os últimos jogos.

Na partida frente ao Estoril (1-0), o camisola 51 fez história e sagrou-se campeão nacional pelos leões. Esta temporada, Diogo Pinto, antes da estreia pela equipa A no passado fim de semana, só havia alinhado sob comando técnico de Filipe Çelikkaya. Em 2023/24, o atleta somava apenas oito jogos, todos eles na Liga 3.

Confira o momento:

  Comentários