RICARDO ESGAIO RECONHECE QUE ATRAVESSOU FASE MENOS BOA NO SPORTING, MAS REVELA QUEM O AJUDOU NO MOMENTO MAIS DIFÍCIL
Ala completou 150 jogos de Leão ao peito e recordou altura em que assinou exibições menos conseguidas
Redação Leonino
Texto
4 de Janeiro 2024, 09:08
Ricardo Esgaio, Sporting

Ricardo Esgaio realizou o seu jogo 150 ao serviço dos leões. Em entrevista à Sporting TV, o ala, entre muitos temas abordados, recordou a fase menos boa que atravessou em Alvalade, mas confessa que “toda a gente” o ajudou a superar os obstáculos.

“É um muito de grande orgulho, sinal de trabalho e também ajuda de todos nestes 150 jogos. É um motivo de orgulho fazer esta marca. Tive uma fase menos positiva no Clube, mas toda a gente ajudou-me a ultrapassar essa fase”, começou por dizer.

“Marquei o golo que precisava [contra o Famalicão, em Alvalade, em 2022/23]. Agora é trabalhar para conseguir ainda mais. Mas sobretudo ajudar a equipa para conseguir os objetivos. Foi especial por ser perante os nossos adeptos. Senti o carinho e estava lá a minha família. Obviamente é especial”, sublinhou.

O jogador de 30 anos recordou o primeiro jogo pela equipa A: “A minha estreia obviamente que é marcante, mas os jogos em que ganhei títulos pelo Sporting, como Taça da Liga e Supertaças que tenho – uma joguei e outra não -, são marcas importantes para mim dentro do clube”, referiu.

Sobre as possibilidades de o Sporting voltar a erguer o título nacional, o atleta não entra em euforias: “Vamos por objetivos. Cada jogo é 50/50, quando tiver de jogar há que dar o máximo para ajudar a equipa e é assim que tem de ser. Aos adeptos, digo que acreditem em nós e continuam a apoiar como têm apoiado”, concluiu.

  Comentários