RUI DIAS COMENTA EXIBIÇÃO DE CRAQUE DO SPORTING E AFIRMA "NÃO MARCOU, MAS É UM ENORME FUTEBOLISTA!"
Marcus Edwards bisou pela segunda vez com a Listada verde e branca e protagonizou dois dos cinco tentos dos leões
Redação Leonino
Texto
6 de Janeiro 2024, 10:58
Nuno Santos, Marcus Edwards, Viktor Gyokeres, Pedro Gonçalves, Sporting

A goleada imposta pelo Sporting frente ao Estoril, num confronto em que os canarinhos vinham de um bom momento, que incluiu duas vitórias sobre o Porto, levanta questões sobre o que terá contribuído para este resultado expressivo. Segundo Rui Dias, a resposta reside na forma como os leões neutralizaram as principais armas do Estoril, anulando por completo a sua estratégia.

“A primeira razão para que tal tenha sucedido prende-se com o modo como os leões anularam por completo as principais armas do Estoril. Os canarinhos quiseram ser iguais a si próprios, terem bola, discutirem o jogo, serem seguros atrás e atrevidos à frente. O Sporting roubou-lhes a ideia e reduziram-nos a expressão ínfima”, destaca Rui Dias.

Questionado sobre o resultado final de 5-1 ser pesado para o Estoril, Rui Dias reconhece que, embora seja um placar robusto, reflete a diferença de desempenho entre as equipas: “Mérito de leões indomáveis, que manietaram o adversário e atacaram-no sem piedade, não lhe permitindo qualquer ocasião de golo até ao 3-0”.

Apesar de Gyökeres não ter marcado num jogo em que o Sporting fez cinco golos, Rui Dias sublinha que a sua atuação vai além dos golos: “De modo algum. A sua exibição é a prova de que a avaliação dos avançados não pode ter em conta, apenas, os golos que marcam. Gyökeres ficou a zero, sim, mas foi a máxima referência do ataque leonino”.

“Com as assistências ontem efetuadas o sueco tornou-se o jogador com mais passes para golo da Liga. Há grandes goleadores que são, também, enormes futebolistas. É o caso”, conclui, por fim, Rui Dias sobre o sueco que concretizou três passes para golo.

Imagem de destaque
  Comentários