"SABÍAMOS QUE..."; GONÇALO INÁCIO REAGE À ELIMINAÇÃO DO SPORTING NOS OITAVOS-DE-FINAL DA LIGA EUROPA
Defesa central do Clube de Alvalade esteve em declarações após o desaire europeu (2-1)
Redação Leonino
Texto
14 de Março 2024, 22:23
goncalo-inacio-sporting-atalanta (2)

Gonçalo Inácio, central do Sporting, esteve em declarações após a derrota do Clube de Alvalade em Bérgamo. O camisola 25 dos leões mostrou-se desiludido pelo resultado conquistado que ditou a eliminação dos verdes e brancos nos oitavos-de-final da Liga Europa.

“Fomos para intervalo a ganhar, sabíamos que a Atalanta na segunda parte ia à busca do resultado e acabaram por fazer dois golos no início da segunda parte. Sabíamos que ia ser complicado e eles conseguiram a vitória”, começou por dizer aos microfones da SIC

E prosseguiu: “Obviamente que queríamos passar a eliminatória, trabalhámos para isso, sabíamos que ia ser um jogo muito complicado e agora o foco está no campeonato. Queríamos ganhar e passar a eliminatórias, mas como disse agora é para focarmos na Liga”.

Com esta derrota – a quinta em 42 jogos esta temporada – os comandados de Rúben Amorim estão eliminados da Liga Europa. O triunfo em Bérgamo permitiu à Atalanta – que tinha empatado no Estádio José Alvalade (1-1) – avançar para os quartos-de-final da prova secundária da UEFA.

O Clube de Alvalade vira agora atenções para o campeonato nacional e volta a entrar em ação no próximo domingo, dia 17 de março. Os verdes e brancos vão defrontar o Boavista, em partida válida para a jornada 26 da Liga Portugal Betclic. O receção aos axadrezados está marcada para as 20h30.

Esta temporada, Gonçalo Inácio, jovem central dos leões – avaliado em 40 milhões de euros – regista 37 jogos (2.769 minutos) pelo Sporting, tendo feito o gosto ao pé em quatro ocasiões – frente ao Vitória de Guimarães, um bis diante do Sturm Graz, e ainda um último frente ao Young Boys, ambos na Liga Europa. Para já não soma assistências.

Gonçalo Inácio, recorde-se, renovou com o Clube de Alvalade no passado mês de agosto. O novo vínculo, que tem duração até junho de 2027, viu uma subida na cláusula anteriormente estipulada no contrato, que era apenas de 45 milhões de euros. Ainda assim, a subida não afasta os tubarões europeus, que veem os 60M como um preço apetecível pelo defesa.

Imagem de destaque
  Comentários