SEM MEDOS! SPORTING SEGUE NA LUTA PELO TÍTULO E MARIANA CABRAL ADMITE: "NÃO PODEMOS PENSAR NISSO..."
Treinadora confessa permanecer confiante e com vontade de vencer apesar de ter três futebolistas com lesão
Redação Leonino
Texto
23 de Março 2024, 09:11
Mariana Cabral, Sporting

Em um momento de ascensão, com seis vitórias nos últimos sete jogos, a equipa feminina do Sporting encara um desafio significativo neste sábado, na 18.ª jornada da Liga BPI. Os leões, com 39 pontos, visitam o Famalicão às 11 horas deste sábado, dia 23 de março, à procura de uma vitória essencial para continuar na luta pelo topo da tabela, atualmente liderado pelo Benfica com 44 pontos. Mariana Cabral, treinadora da equipa leonina, está determinada a manter o bom momento.

“Temos estado semana a semana a encarar os jogos com seriedade, com vontade, consistência e, essencialmente, é isso que temos de manter, sabendo que, em teoria, defrontamos um adversário que nos é inferior, mas isso não quer dizer absolutamente nada porque já anos aconteceu esta época ter algumas surpresas, uma vez é muito difícil desmontar um bloco com uma linha de cinco, com onze jogadoras atrás da linha da bola e num espaço muito curto de campo. Por isso, o nosso trabalho e a nossa responsabilidade é conseguir arranjar soluções para fazer isso. Temos feito isso nos últimos jogos e queremos voltar a fazer e ganhar.”, começou por dizer.

“O Famalicão tem uma forma também diferente de encarar os jogos, teve um início de época que não correu tão bem e acaba por ser difícil às vezes sair desse momento, mas a equipa tem crescido, feito jogos com maior qualidade e criado mais dificuldades a adversários de nível superior. Além disso, joga em casa e, portanto, cabe-nos a nós ter a responsabilidade de ultrapassar esse bloco baixo, arranjar soluções para continuar a criar muitas oportunidades de golo e, essencialmente, finalizá-las.”, atirou.

“Temos de ter eficácia para resolver o jogo cedo porque sabemos que nestes jogos quando o golo não surge, o adversário vai ganhando maior ânimo. Portanto, o nosso trabalho é o contrário: resolver o jogo rápido, criar oportunidades de golo, ‘matar’ as transições e dominar o jogo.”, disse sobre a exibição na partida.

Apesar das ausências de Maiara Niehues, Fátima Dutra e Fátima Pinto por lesão, Cabral não se deixa distrair pela possibilidade de aproximação ao Benfica, que enfrenta o Braga na mesma ronda: “Todas as vitórias são importantes para nós e todos os jogos são importantes e têm de ter o mesmo nível de concentração e de dificuldade. Não podemos pensar nisso, fatores externos, no resultado, no tempo ou no que seja. Nós temos é de pensar em nós, na forma como queremos jogar, independentemente de tudo o resto que está à volta. Interessa-nos é jogar bem, continuar a crescer e ganhar os três pontos.”

“Esta semana só pensámos no Famalicão. O que nos interessa é ganhar este jogo e pensar neste adversário, independentemente do que vem depois. Ainda faltam muitos jogos, competições diferentes e precisamos de pensar uma semana de cada vez. Se pensarmos numa semana mais à frente poderemos ter problemas e não é isso que queremos.”, concluiu.

Imagem de destaque
  Comentários