SÓ PODE SER BRINCADEIRA! PSP VOLTOU A TENTAR BOICOTAR JOGO DO SPORTING, MAS PROTESTO FICOU DE ‘BAIXA’
Cerca de 30 agentes da Polícia de Segurança Pública pediram assistência médica antes da bola começar a rolar em Leiria
Redação Leonino
Texto
8 de Fevereiro 2024, 10:49
PSP, Sporting

A Polícia de Segurança Pública (PSP) voltou, na passada quarta-feira, a tentar boicotar um jogo do Sporting. De acordo com informação avançada pelo Correio da Manhã, cerca de 30 agentes da PSP pediram assistência médica antes de a bola começar a rolar no Estádio Dr. Magalhães Pessoa, em Leiria.

“Três Equipas de Intervenção Rápida, num total de cerca de 30 agentes da PSP do Comando de Coimbra, foram destacados para o jogo desta quarta-feira entre o União de Leiria e o Sporting (Taça de Portugal), estão neste momento a receber assistência hospitalar”, revelou o Correio da Manhã.

Lembrar que, no passado sábado, o protesto das forças de segurança levou mesmo ao cancelamento da deslocação do Sporting ao reduto do Famalicão, o que complica, e muito, o calendário dos verdes e brancos, dado que a turma de Rúben Amorim ainda está em três frentes (Liga Portugal Betclic, Taça de Portugal e Liga Europa).

Nos dias seguintes, Frederico Varandas comentou o sucedido e deixou o mote para os próximos jogos do Sporting: “A PSP teve aquela atitude de protesto e agiu com fator surpresa. Para os jogos dos nossos rivais, o Governo teve tempo de se precaver para não acontecer o mesmo. Foi uma infelicidade de ser o primeiro grande a jogar. Queríamos ter jogado. Foi frustrante”.

“Não entramos em cabalas nem em teorias da conspiração contra o Sporting. Isso não é verdade e tira foco na missão que é vencer. Queremos chegar à nova data com menos um jogo e em primeiro lugar! Quando houver disponibilidade, estamos prontos para jogar”, finalizou Frederico Varandas.

Fotografia de One Football

  Comentários