TITO: "ARBITRAGEM CORRÓI E DESTRÓI VERDADE DESPORTIVA"
Num artigo de opinião no Jornal Sporting, Presidente do Grupo Stromp fala em "ódio ao Sporting CP" e faz duras críticas ao setor da arbitragem e à imprensa
Duarte Pereira da Silva
Texto
22 de Outubro 2020, 11:43
summary_large_image

“A arbitragem – que deveria ser a primeira interessada na verdade desportiva – é na verdade a que mais destrói e corrói essa mesma verdade desportiva!”. As palavras são de Tito Arantes Fontes, que, num artigo de opinião no Jornal Sporting fala em “ódio ao Sporting CP” e faz duras críticas ao setor da arbitragem e à imprensa.

O Presidente do Grupo Stromp considera que o futebol português é comandado, há muitos anos, por uma “permanente cegueira acéfala e obediente ao ´poder bicolor´ que os comanda!”, e que a arbitragem no clássico diante do FC Porto, entre outras coisas, simboliza “o ódio ao SPORTING CP!”.

Tito Arantes Fontes não tem dúvidas de que ficou por assinalar uma grande penalidade sobre Pedro Gonçalves e que Zaidu, por duas vezes, deveria ter visto o cartão vermelho. Nesse sentido, o Sportinguista afirmou que a arbitragem de Luís Godinho foi um “monumental ´roubo de igreja´”, acrescentando que foi uma “vergonha para o futebol português! Vergonha para a Federação Portuguesa de Futebol! Vergonha para a Liga! E tudo por causa de mais uma lamentável arbitragem!”.

Sobre a arbitragem, em geral, o Presidente do Grupo Stromp afirma que a mesma está “enfeudada e servil até à medula a ´velhos poderes bicolores´! Enfeudada como todos sabemos pelo que se ouviu nas escutas do ´apito azul´! Enfeudada pelo que já se sabe dos ´e-mails das toupeiras vermelhas´!” e acredita que “o VAR tem servido nas mãos dessa arbitragem apenas para demonstrar de modo ainda mais tétrico e sinistro a face dos sequazes que querem destruir o futebol português, impedindo o mesmo de viver com verdade desportiva!”.

A imprensa, em concreto a Sport TV, também foi alvo das críticas de Tito Arantes Fontes: “No fim do jogo, dei-me ao trabalho de ficar a ver um tal de ´Juízo Final´, na Sport TV. Ingénuo ainda pensei que iriam dizer que o árbitro e o VAR tinham cometido um erro grave, atentatório da verdade desportiva. Não o fizeram! Comprovou-se, mais uma vez, a opinião que há anos tenho da Sport TV… é um canal de fação!”.

O cronista do Jornal Sporting finaliza o seu artigo dizendo que “sim, é verdade! Estamos a viver há décadas no meio de um campeonato que é um verdadeiro EMBUSTE! Um grande e colossal EMBUSTE!!!”.

Fotografia de Sporting CP

  Comentários