VARANDAS AFASTA RESPONSÁVEIS PELAS AG’S
Direção do Sporting CP incluiu no despedimento coletivo os dois quadros encarregues da gestão das AG’s, além da equipa protocolar que os acompanhava nas reuniões magnas. Exclusivo Leonino
Redação Leonino
Texto
14 de Janeiro 2021, 11:19
summary_large_image

José Quezada e Afonso Leitão foram despedidos pela Direção do Sporting CP. Os dois quadros do Clube eram responsáveis pelo departamento de Sócios – diretor e seu braço direito – e tinham a particularidade de gerir operacionalmente a realização das Assembleias Gerais.

“Estes dois funcionários, com muitos anos de Clube, eram ‘só’ quem tinha o maior conhecimento, o maior know-how, na operacionalização das AGs, na gestão de informação dos Sócios, do processo da votação… Pelo seu inegável profissionalismo e isenção asseguravam a transparência de todas as assembleias e de todos os atos eleitorais.  É preocupante que um tema tão sensível como este, e que pode por em causa a integridade das futuras AGs, seja tratado desta forma”, acusa fonte próxima do processo.

A acompanhar José Quezada e Afonso Leitão no corredor da saída, estão Rosa Duarte e Carmo Tavares, que, a par de outras pessoas, apoiavam o protocolo nas AGs do Clube.

“Trata-se de uma purga, que tem como objetivo controlar o funcionamento das Assembleias Gerais do Clube. Serão pessoas da confiança de Frederico Varandas, como André Bernardo, que ficarão responsáveis pelos sistemas de informação e pelo voto eletrónico presencial”, revela a mesma fonte.

O Leonino apurou que já estão escolhidos os substitutos de José Quezada e Afonso Leitão, que assumirão em breve as suas funções, embora com outra descrição, devido aos impedimentos legais impostos nos despedimentos coletivos.

O despedimento, como noticiámos ontem (LER AQUI) também incidiu sobre parte da equipa que trabalhava de perto com Miguel Albuquerque, onde se incluíam Carla Quinaz, André Leitão, Ricardo Guerreiro, entre outros.

  Comentários