"ERA ALTAMENTE FRUSTRANTE": BRAÇO DIREITO DE VARANDAS APONTA ACORDO RUINOSO DO SPORTING
Vice-presidente do Clube de Alvalade garante que leões têm agora maior margem para evoluir
Redação Leonino
Texto
23 de Maio 2024, 09:41
Frederico Varandas, André Bernardo, Salgado Zenha, Miguel Afonso, Pais de Almeida, Sporting

Francisco Salgado Zenha está bastante agradado com a evolução do Sporting no que toca ao capital próprio da SAD. O braço direito de Frederico Varandas, Presidente dos leões, garante que a situação dos leões não era, de todo a ideal, mas que, com a recompra dos VMOC, o Clube tem uma maior capacidade de evoluir.

“Tínhamos um acordo muito castrador com os bancos, portanto com a conclusão desse acordo e deste processo de reestruturação financeira, hoje temos mais oxigénio e mais capacidade para expandir. Era altamente frustrante”, começou por dizer, na CNN.

“Quanto maior o sucesso do Sporting, mais acelerava a amortização de dívida e a verdade é que aquilo que conseguimos receber acima daquilo que eram as nossas expectativas, acabava por ser transferido para os bancos e não pela nossa capacidade de investir mais, expandir e ser competitivos. Isso era frustrante e estava a limitar a capacidade do Sporting crescer. Não era bom para nenhuma das partes”, garantiu Zenha.

Vale recordar que, no passado mês de dezembro, Frederico Varandas antecipou parte das receitas do contrato celebrado com a NOS, em 2015, de forma a comprar novos VMOC e aumentar o poder do Clube no capital social da SAD verde e branca, que passou a 88%, números verdadeiramente impressionantes.

“O Sporting Clube de Portugal informa que adquiriu 51.416.952 de VMOC ao Novo Banco, e que após a conversão dos referidos valores aumentará a sua participação no Capital Social da Sporting SAD para 88%. Este é um marco histórico na vida do Clube. Concluiu-se a última etapa que permite acelerar a Nova Era que já se iniciou”, lê-se, em comunicado publicado à data dos acontecimentos.

  Comentários