‘ESQUECEU-SE’ DO SPORTING? JORGE JESUS RELEMBRA CLUBES PELOS QUAIS JÁ PASSOU: "OS ADEPTOS..."
Técnico português ganhou o prémio de Treinador do Ano da Liga Saudita e aproveitou para analisar temporada de emblema de Riade
Redação Leonino
Texto
4 de Junho 2024, 11:29
Jorge Jesus, Al Hilal, Sporting

Jorge Jesus, atual técnico do Al Hilal, venceu o prémio de Treinador do Ano da Saudi Pro League e, em entrevista concedida aos canais oficiais da Liga Profissional Saudita, aproveitou para fazer um balanço da temporada, analisando os números alcançados ao serviço do campeão da Arábia Saudita ao longo da época, não esquecendo o quão idolatrado foi nos clubes pelos quais já passou, não fazendo qualquer referência ao Sporting.

“Foi uma época fantástica. Com estes recordes, fomos campeões e fizemos história no futebol da Arábia Saudita. Estou muito orgulhoso dos meus jogadores. O sucesso também passa por aí. Para além da qualidade técnica, o grupo pensou sempre na equipa”, começou por dizer o antigo treinador do Sporting.

“O objetivo do Guinness, de ganhar sempre, fez com que os jogadores fossem atrás disso. No início da época não pensávamos em nada disso. Aconteceu naturalmente. A comunicação social alertou-nos muito para a possibilidade de passar a barreira dos 27 jogos consecutivos a ganhar. Os jogadores compraram essa ideia”, adiantou de seguida, momentos antes de relembrar experiências do passado.

“Vim de um Flamengo, com 70 mil adeptos em todos os jogos a gritar por mim. Vim da Turquia, com 50 mil fãs a gritar pelo meu nome também. Já tinha estado no Al Hilal e no primeiro ano ouvia ‘I love you, Jesus’. É um sinal de carinho. É importante sentir que os adeptos gostam de mim”, acrescentou ainda.

“Antes não havia esta qualidade, com estes grandes jogadores. Neste momento, o campeonato da Arábia Saudita, para mim, está no top 5. Os anos vão passando e este campeonato vai ser cada vez mais difícil”, concluiu. Vale lembrar que Jorge Jesus esteve no comando do Benfica entre 2009 e 2015, passando depois pelo Sporting, Al Hilal e Flamengo, até regressar à Luz, entre 2020 e 2022. Passou ainda pelo Fenerbahçe, onde não conseguiu ser campeão, acabando por regressar ao emblema de Riade tendo atingido um extraordinário triplete.

  Comentários