EXCLUSIVO LEONINO - GONÇALO INÁCIO DE SAÍDA DO SPORTING? TUDO INDICA QUE SIM E HÁ UMA RAZÃO PARA TAL, MAS AMORIM NEM QUER ACREDITAR
Continuidade do defesa-central nos verdes e brancos é cenário muito complicado
Redação Leonino
Texto
15 de Fevereiro 2024, 15:13
Gonçalo Inácio, Rúben Amorim, Sporting

A saída de Gonçalo Inácio do Sporting no próximo mercado de transferências é um cenário praticamente certo, o que não é do agrado de Rúben Amorim, naturalmente. Neste Exclusivo Leonino, revelamos que a cláusula de rescisão – colocada nos 60 milhões de euros – é bem apelativa para os gigantes europeus, que deverão avançar pelo central verde e branco no verão.

“Gonçalo Inácio é um dos centrais mais falados da atualidade. Sendo muito jovem e já com tantos anos na equipa principal, os 60 milhões da cláusula são facilmente batidos pelos vários interessados”, garante, ao nosso Jornal, a fonte acima mencionada.

“A chamada à seleção também possibilitou uma maior visibilidade. Há muitos clubes, principalmente em Inglaterra, que já estabeleceram contactos com o Sporting para levarem o Gonçalo. É um central com grande qualidade de passe e pode jogar em qualquer lugar de uma defesa a três, o que é muito valioso”, acrescenta.

Gonçalo Inácio, recorde-se, renovou com o Clube de Alvalade no passado mês de agosto. O novo vínculo, que tem duração até junho de 2027, viu uma subida na cláusula anteriormente estipulada no contrato, que era apenas de 45 milhões de euros. Ainda assim, a subida não afasta os tubarões europeus, que veem os 60M como um preço apetecível pelo defesa.

Esta temporada, Gonçalo Inácio, jovem central dos leões – avaliado em 40 milhões de euros – regista 31 jogos (2.364 minutos) pelo Sporting, tendo feito o gosto ao pé em três ocasiões – frente ao Vitória de Guimarães e um bis diante do Sturm Graz, na Liga Europa. Para já não soma assistências, mas é peça fundamental da turma de Amorim, tanto na manobra defensiva, como na construção e distribuição de jogo dos verdes e brancos.

Imagem de destaque
  Comentários