EXCLUSIVO LEONINO – REFORÇOS DO SPORTING PARA A PRÓXIMA ÉPOCA? FREDERICO VARANDAS TEM PLANO PARA 'NÃO GASTAR UM CÊNTIMO'
Clube de Alvalade vai atacar o mercado, mas tem estratégia para poupar muitos euros
Redação Leonino
Texto
23 de Fevereiro 2024, 06:00
Frederico Varandas, Sporting, Estádio José Alvalade

80 milhões de euros: é esta a verba que Frederico Varandas, Presidente do Sporting, planeia receber com a venda de jogadores excedentários, receitas da próxima edição da Liga dos Campeões e, ainda, com uma eventual saída de Rafael Leão para o PSG, fruto do mecanismo de solidariedade.

No que diz respeito aos jogadores emprestados pelo Sporting na presente temporada, a verba ronda os 30 milhões. Por esta altura, só uma catástrofe impedirá o Leicester de regressar à Premier League e, portanto, pagar 18 milhões de euros por Fatawu, dado que a cedência contempla uma cláusula de compra obrigatória nesse cenário.

Para lá do internacional pelo Gana, há ainda os casos de Rúben Vinagre, Jovane Cabral, Sotiris Alexandropoulos e Mateo Tanlongo. Com estes quatro jogadores, Frederico Varandas que faturar cerca de 10 milhões de euros, algo que não se afigura como muito complicado, dado a avaliação de cada um dos atletas.

Por outro lado, existe a forte possibilidade de Rafael Leão rumar ao PSG, de acordo com as últimas notícias vindas da imprensa internacional, sendo que os franceses estarão dispostos a pagar a cláusula de rescisão do internacional português (170 milhões). Nesse cenário, o Sporting teria direito a 5% do montante total da transferência (8,5 milhões), relativo ao mecanismo de solidariedade.

Por fim, e numa estimativa que não entra em grandes loucuras, o Sporting prevê faturar cerca de 50 milhões de euros com a presença na Liga dos Campeões 2023/24, que terá um novo formato e mais milhões para distribuir pelos clubes. Importa ressalvar que esta verba inclui receitas diretas e indiretas (aumento da bilhética e merchandising, por exemplo).

Contas feitas, no final do dia, o Sporting até pode ver entrar nos cofres mais do que os 80 milhões referidos inicialmente, mas, por uma questão de precaução, esta é a verba que os responsáveis verdes e brancos têm planeado receber no próximo verão, isto sem contar com uma eventual venda de alguns dos titulares da turma de Rúben Amorim, nomeadamente Gonçalo Inácio ou Viktor Gyokeres.

Em parte, muitos destes milhões servirão para oferecer reforços de peso ao técnico do Sporting e a estratégia passa por repetir a que foi aplicada no verão de 2023, ou seja, contratar pouco, mas bem, mesmo que isso implique investimentos avultados, tal como Viktor Gyokeres ou Morten Hjulmand.

Confira aqui este golo de Fatawu:

Imagem de destaque
  Comentários