FILIPE CELIKKAYA ASSUME QUE VEM TREINAR A EQUIPA B
Treinador explica o seu regresso a Portugal e o porquê de ter tomado essa decisão
Maria Pinto Jorge
Texto
8 de Julho 2020, 12:43
summary_large_image

Filipe Celikkaya foi entrevistado pelo site oficial do Shakhtar, Clube que deixa, agora, para vir treinar a equipa B do Sporting CP, algo que o próprio anunciou durante esta conversa. O treinador explicar os motivos para deixar o clube ucraniano e a equipa técnica de Luís Castro, para assumir o desafio que é o regresso dos jovens leões ao Campeonato Nacional, em 2020/2021.

“Vou regressar a Portugal, a minha casa. Vou treinar jogadores que treinei na equipa de sub-19. Vou tornar-me treinador principal da equipa B do Sporting e a minha função será preparar os jogadores para a equipa principal. A vida oferece-nos vários desafios constantemente: já trabalhei como treinador principal no passado, depois como adjunto, percorri um longo caminho em competições de nível superior, tanto em Portugal, como na Ucrânia, e agora tenho a oportunidade de voltar à minha terra natal e assumir o comando da equipa B. Tenho a certeza que os últimos anos que passei com Luís Castro ajudaram-me a conseguir o lugar”, explicou o treinador.

Aos 35 anos, Filipe Celikkaya, lembrou a reação de Luís Castro quando soube da sua decisão. “A nossa relação sempre foi muito próxima e aberta. Eu e o Vítor Severino trabalhamos com o Luís Castro desde o Chaves. Juntos percorremos um caminho difícil e atingimos um nível elevado. A nossa conversa foi o mais amigável possível. Desejamos um ao outro o melhor e boa sorte em tudo. Sei que o Luís vai estar a torcer pelo meu sucesso, tal como ficarei encantado com o sucesso dele. Tenho a certeza que o Luís continuará a ter sucesso porque é um grande treinador e muito boa pessoa. Lembro-me que quando começámos a trabalhar juntos, fomos jantar a um restaurante na Figueira da Foz e disse-lhes: ‘Mister, em três ou quarto anos, vamos ser campeões’. Nunca pensei é que iríamos ser campeões na Ucrânia! Ficarei sempre feliz por ver o Luís Castro erguer troféus”, disse.

  Comentários