MÁRIO JARDEL: “ESPERO QUE POSSA CONTINUAR NA FRENTE”
Eterna glória dos leões teceu elogios aos verdes e brancos, recordando o último título conquistado pelo Clube de Alvalade
Tiago Jesus
Texto
13 de Janeiro 2021, 12:02
summary_large_image

Mário Jardel, eterna glória do futebol leonino, está de regresso a Portugal, desta feita à procura de um novo rumo na sua vida profissional. Em entrevista ao jornal A Bola, o brasileiro analisou o percurso dos leões na Liga NOS, considerando que o primeiro posto é justo para o conjunto de Rúben Amorim.

“O Sporting CP tem mostrado porque veio. A liderança na Liga não é à toa. Existe um comando e um planeamento. Tenho de dar os parabéns ao Sporting CP e espero que possa continuar na frente.”, começou por dizer, recordando, de seguida, os tempos que viveu de leão ao peito.

“O último título do Sporting CP foi comigo há quase 20 anos… Com Quaresma, João Pinto, André Cruz… Quando estou aqui em Portugal muita gente fala-me desse título e dos golos que marquei. Agora já tenho 47 anos e a única coisa que posso fazer é só apreciar o bom futebol… Analisar e quem sabe achar um avançado parecido comigo”, acrescentou.

O antigo avançado leonino, que fez 67 golos de leão ao peito, nas suas 63 aparições com a listada verde e branca, explica como é complicado encontrar jogadores goleadores: “É muito difícil encontrar um jogador igual ao que eu fui. Marcar 42 golos era muito difícil… Hoje em dia nem consigo imaginar quanto é que eu estaria a ganhar! Hoje um jogador que marca 20 ou 22 golos é vendido por 100 milhões! Imagina eu?… São coisas do futebol. A minha história está aí, é mundial e vou usar o meu nome para fazer coisas boas daqui para a frente”.

  Comentários