NÃO É SÓ DIOGO PINTO: RÚBEN AMORIM PREPARA OUTRA ESTREIA NA BALIZA DO SPORTING
Com Antonio Adán e Franco Israel indisponíveis devido a lesão, técnico verde e branco teve de procurar novas opções
Redação Leonino
Texto
9 de Maio 2024, 15:56
Rúben Amorim, Diogo Pinto, Sporting

Com as lesões de Antonio Adán e Franco Israel, Rúben Amorim tem de encontrar uma solução para a baliza do Sporting nos três embates que restam disputar na presente temporada (dois da Liga e a Taça de Portugal). Apesar de Diogo Pinto ser o principal apontado às redes leoninos, não deverá ser o único a ter essa honra.

Francisco Silva, de 18 anos – que conta 10 jogos na equipa sub-23 – pode, à semelhança de Diogo Pinto, ter a oportunidade de, nestes dois derradeiros confrontos, somar minutos e tornar-se mesmo… campeão. Rúben Amorim poderá premiar ambos nestes próximos dois encontros para fechar a Liga, avança o jornal A Bola.

Recorde-se que, no passado domingo, quando o Sporting se sagrou Campeão Nacional e já a festa se estendia ao Marquês de Pombal, Jorge Vital, o treinador de guarda-redes do Clube, confirmou à RTP que António Adán continua lesionado. A confirmação do membro da equipa técnica verde e branca levanta questões sobre quem irá defender a baliza dos verdes e brancos no resto da época e no final da Taça de Portugal.

“O Adán ainda está entregue ao departamento médico”, declarou Vital. Quando questionado se seria impossível ter o guardião espanhol na final da Taça de Portugal contra o Porto, a resposta foi igual: “Está entregue ao departamento médico”.

Por um lado, Franco Israel encontra-se lesionado, o que o levou a ser submetido a uma operação ao joelho, e, consequentemente, a falhar o resto da temporada. Por outro, Adán, que de acordo com Rúben Amorim já “treinava no relvado” desde abril, permanece indisponível desde fevereiro. Assim, Diogo Callai, é apontado como a maior promessa da academia dos leões na posição de número 1 e integrava o plantel como terceiro guarda-redes. Porém, o jovem de 19 anos foi emprestado pelo Sporting em janeiro ao Feirense, com o objetivo de ganhar experiência nos campeonatos profissionais.

Já no que diz respeito ao derradeiro duelo da prova rainha, esta poderá encontrar na experiência de Adán um grande aliado. Fica, assim, a dúvida se o espanhol conseguirá recuperar a tempo, caso consiga, a partida a 26 de maio com os dragões, poderá ser o jogo de despedida do guarda-redes de 36 anos.

  Comentários