“NECESSITA DE MUITO TRABALHO”: TREINADOR DO SPORTING FALA SOBRE GENY CATAMO, GEOVANY QUENDA E OUTROS
Técnico dos verdes e brancos presta declarações sobre alguns dos jovens promissores da formação
Redação Leonino
Texto
25 de Abril 2024, 16:55
Geny Catamo, Geovany Quenda, Sporting

Filipe Çelikkaya, treinador da equipa B do Sporting, concedeu a passada quarta-feira uma entrevista ao Canal 11, na qual abordou diversos tópicos, entre os quais a decisão que terá de tomar em breve – de ficar ou não no Clube de Alvalade –, o percurso que Rúben Amorim terá daqui em diante, e a sua opinião acerca de alguns dos nomes que se têm destacado de entre os jovens jogadores oriundos da formação.

Sobre Geovany Quenda, extremo de 16 anos que alinha ao serviço da equipa B do Sporting, Çelikkaya afirmou: “Não seria correto falar dele e esquecer os outros e falar do nome individual. Reconheço que tem talento, mas necessita de muito trabalho sobre ele. Todo o trabalho de rendimento”, admitiu o técnico, que prestou também declarações sobre Geny Catamo, jovem prodígio que se tem vindo a destacar na formação de Rúben Amorim.

O treinador da equipa B dos leões comentou ainda a prestação de Fatawu, avançado de 20 anos que está de momento emprestado ao Leicester City. “Teve um período de adaptação no Sporting, fez alguns jogos com a nossa equipa, mesmo na Youth League e não me surpreende que esteja a fazer golos”, rematou o técnico português.

O treinador tece ainda elogios a Mateus Fernandes, médio de 19 anos que rumou esta temporada ao Estoril, por empréstimo dos leões, para ganhar tempo de jogo e experiência. “A partir do momento em que joga na equipa A é porque está preparado para jogar”, assumiu Çelikkaya sobre o jovem jogador.

Já João Muniz “ainda não terminou o seu processo de crescimento (…) mas o que posso dizer é que está a par de todos os outros”. O treinador falou também sobre Gonçalo Esteves, retorquindo: “Tenho dificuldade em dizer que não chega à equipa A. Fez alguns jogos comigo, tal como todos os outros tem que continuar a aprender não só questões desportivas como da vida”, avançou por fim.

  Comentários