VLADAN KOVACEVIC É IDEAL PARA O SISTEMA TÁTICO DE AMORIM NO SPORTING
Guardião vai chegar aos leões muito em breve
Redação Leonino
Texto
1 de Junho 2024, 17:31
Vladan Kovacevic, Sporting

A chegada de Vladan Kovacevic ao Sporting é apenas uma questão de tempo, sendo que os leões já chegaram acordo com o Rakow. Posto isto, o bósnio é visto como um guarda-redes com as qualidades perfeitas para o sistema de Rúben Amorim, segundo o antigo avançado verde e branco Andrzej Juskowiak, em declarações ao jornal A Bola.

Sim, especialmente pela época passada. Este ano foi um bocadinho diferente, o Rákow passou a jogar de outra maneira, mudaram o treinador e a equipa não defendia tão bem e ele tinha mais para fazer, mas nos jogos difíceis era sempre dos melhores. E também nos jogos em que as coisas não corriam bem, defendia quase tudo. Por isso, ele é um dos melhores e peça fundamental da equipa. Quando esteve lesionado, o guarda-redes  que o substituiu, Kuciak, não correspondeu”, começou sobre o guardião bósnio.

O Kovacevic joga muito bem com os pés, é muito calmo em situações de um contra um, sai-se bem nos cruzamentos e transmite muita confiança. É um jogador com frieza, às vezes até parece arrogante, porque tem uma cara… como dizer… de poucos amigos [risos], do género: ‘rematem à vontade, mas não têm chance de marcar’. Ele também tem voz de líder, quero com isto dizer que é um guarda-redes que ordena o posicionamento dos centrais ou alas, os jogadores que tem pela frente. É muito focado no que faz na baliza e na sua área. Embora  nos últimos anos os guarda-redes do Sporting não precisam de fazer isso, as defesas estão muito bem organizadas”, continua analisando as qualidades do atleta.

É verdade. Defender penáltis é sempre difícil para os guarda-redes, mas quando se vê o Kovacevic percebe-se que sabe o que faz. Fica calmo, adivinha o lado antes do jogador marcar, vai para o lado onde tem mais chances de defender, além de que tem poder de reação rápida”, acrescenta sobre grandes penalidades.

Sim, com o sistema de três centrais, quando se está acostumado, é mais fácil para o guarda-redes entrar. Mas, em Portugal, joga-se um futebol mais rápido e a ele tem de reagir mais rápido, por vezes ele espera muito pelo remate, de modo que o adversário falhe, mas isso é na Polónia, não em Portugal, contra equipa grandes muitos menos [ risos]. Mas isso é algo que terá oportunidade de aprender nos treinos para estar mais preparado nos jogos”, terminou sobre a adaptação do guardião às ideias de Amorim.

Vladan Kovacevicavaliado em 7 milhões de euros disputou 47 partidas pelo emblema que terminou no sétimo lugar do campeonato da Polónia: seis na Liga Europa (540’), oito na qualificação da Liga dos Campeões (720’), 29 no campeonato nacional polaco (2.610’), três na Pokal POL (330’) e um na Supertaça da Polónia (90’). Nos 4.290 minutos em campo, o guardião sofreu o total de 52 golos, o que dá uma médica de 1,11 golos sofridos por encontro.

  Comentários