BOMBA! BRUNO DE CARVALHO VAI FALAR; EX PRESIDENTE DO SPORTING COMENTA ESCÂNDALO DE CÉSAR BOAVENTURA COM O BENFICA E MUITO MAIS
Antigo líder máximo do Clube de Alvalade volta a abordar um tema delicado pela primeira vez desde que deixou os leões
Redação Leonino
Texto
18 de Fevereiro 2024, 11:12
Bruno de Carvalho, Sporting, Benfica

Bruno de Carvalho, antigo Presidente do Sporting, vai abordar a recente condenação de César Boaventura, empresário que pagou a jogadores adversários para facilitarem a vida ao Benfica. O ex-líder máximo dos leões irá tocar ainda noutros temas ainda por revelar.

A informação é avançada pelo Bola na Rede, dando a saber que Bruno de Carvalho irá dar uma entrevista exclusiva ao site desportivo, ainda este domingo, dia 18 de fevereiro. Vale recordar que, desde que deixou Alvalade, o antigo Presidente do Sporting não mais voltou a estar ligado a assuntos relacionados com futebol.

Importante referir que César Boaventura foi, no passado dia 14 de fevereiro,  considerado culpado por três crimes de corrupção ativa e um crime de corrupção ativa na forma tentada, por ter pedido aos jogadores Marcelo, Cássio, Lionn (à data do Rio Ave) para influenciarem o resultado da partida dos vilacondenses contra o Benfica, a 24 de abril de 2016 – encontro que os encarnados venceram, por 1-0, com golo a 17 minutos do fim.

O arguido – que não esteve presente, alegando um “problema súbito” – foi declarado culpado, esta quarta-feira, dia 14 de fevereiro, no Tribunal de Matosinhos. César Boaventura foi condenado a três anos e quatro meses de prisão, com pena suspensa, e impedido de exercer funções de empresário, durante dois anos, com pena acessória.

O agente, por consequência de aliciar jogadores a perder com o Benfica, foi ainda condenado a pagar uma multa de 30 mil euros, sendo que o valor irá reverter a favor de uma instituição de solidariedade social, ou de promoção ao desporto.

Apesar das sanções aplicadas ao empresário, o Clube da Luz saiu, novamente, ileso. Para já, a Justiça não aponta qualquer ligação direta de César Boaventura aos encarnados – à data presididos por Luís Filipe Vieira – afirmando que agiu de livre vontade.

Confira:

 

Imagem de destaque
  Comentários