HÓQUEI COM VITÓRIA ARRANCADA A FERROS NA ESTREIA
Leões derrotaram o HC Os Tigres, por 4-3. Gonzalo Romero (2), João Souto e Alessandro Verona foram os autores dos golos do Sporting CP
Duarte Pereira da Silva
Texto
26 de Setembro 2020, 19:35
summary_large_image

A equipa principal de hóquei em patins do Sporting CP estreou-se, este sábado, 26 de setembro, com uma vitória, por 4-3, diante do HC Os Tigres, no Campeonato Nacional. Gonzalo Romero, por duas vezes, João Souto e Alessandro Verona fizeram os golos do triunfo verde e branco.

Ângelo Girão (GR), Alessandro Verona, João Souto, Toni Pérez e Gonzalo Romero foram os cinco atletas escolhidos por Paulo Freitas para o cinco inicial.

Num começo de jogo frenético, em que qualquer uma das equipas poderia ter marcado, foram os leões que se adiantaram no marcador. Num contra-ataque, Gonzalo Romero fez uso da sua excelente meia distância e colocou os leões na frente. O guarda-redes dos tigres limitou-se a seguir a bola com os olhos. Estava feito o 1-0. Era difícil pedir uma entrada melhor aos comandados de Paulo Freitas.

Perante uma defesa fechada, os leões exploravam os remates de fora da área e iam-se somando as ocasiões de golo para o conjunto verde e branco. No capítulo defensivo, a turma de Alvalade não dava um palmo aos jogadores adversários e ia controlando o ritmo da partida a seu belo prazer.

Com dez minutos jogados, começou a habitual rotação na equipa leonina, com Matías Platero, Ferran Font, Gonçalo Nunes e Alvarinho a serem lançado no rinque. Neste aspeto, destaque para o argentino, que envergou a braçadeira de capitão, confirmando, assim, os rumores que davam conta de que Girão haveria perdido a braçadeira de capitão.

Apesar da rotação promovida pelo técnico do Sporting CP, os seus comandados não tiravam o pé do acelerador e iam desperdiçando oportunidades flagrantes de golo. Apercebendo-se do domínio leonino, André Luís, técnico do HC Os Tigres, pediu um desconto de tempo. Após a pausa, a equipa de Almeirim melhorou ligeiramente e conseguiu respirar um pouco melhor, mas sem ameaçar a baliza defendida por Girão. Perante esta situação, Paulo Freitas decidiu, também ele, parar o encontro.

Até final do primeiro tempo, o jogo manteve a mesma toada e, embora Girão tenha sido obrigado a uma ou outra defesa mais apertada, o domínio da turma de Alvalade nunca esteve em causa. Ao intervalo, o resultado era de 1-0 e a vantagem, pelo que se passou nos primeiros 25 minutos, pecava por escassa.

No reatar, duas boas oportunidades para o Sporting CP fazer o segundo golo. Gonzalo Romero, novamente de meia distância, e Alessandro Verona, com um remate perigoso, estiveram perto do 2-0. Contudo, depois de algumas tentativas, Romero conseguiu mesmo bisar na partida. Tal como no primeiro golo, o argentino disparou um míssil de fora da área e fez o 2-0.

Porém, na resposta, os Tigres conseguiram reduzir a desvantagem. Na reposição da bola em jogo, Hernâni Domingos aproveitou a desatenção da defensiva verde e branca e fez o 2-1. Logo de seguida, de grande penalidade, os leões até poderiam ter voltado a marcar, mas Romero permitiu a defesa do guardião adversário, Igor Alves.

Com seis minutos jogados no segundo tempo, o Sporting CP chegou mesmo ao terceiro. Alessandro Verona, com um bom trabalho atrás da baliza, assistiu João Souto, que tirou um adversário do caminho e rematou para o 3-1. Uma bela finalização do internacional português.

No entanto, pouco depois, os leões chegaram às dez faltas de equipa e, no livre direto subsequente, Filipe Bernardino fez o 3-2. Girão ainda defendeu o primeiro remate, mas, na recarga, o jogador dos Tigres acabou mesmo por marcar. Todavia, a turma de Alvalade não se ficou e rapidamente voltou a colocar a bola no fundo das redes. Alessandro Verona seguiu o exemplo de Romero e, com um remate bastante forte, dilatou a vantagem do Sporting CP para dois golos.

Com este resultado, os Tigres foram obrigados a arriscar e o jogo ficou partido. Numa das muitas transições, Ferran Font fez falta, dentro da grande área, sobre Miguel Feio. O árbitro não teve dúvidas em assinalar grande penalidade e em mostrar o cartão azul ao internacional espanhol. Na conversão, Filipe Bernardino fez o 4-3.

O conjunto liderado por André Luís ficou, logicamente, motivado com o golo conseguido e foi à procura do empate. À entrada para os últimos cinco minutos, o resultado estava em aberto e os rapazes de verde e branco, contrariamente ao que se passou em todo o jogo, mostravam algumas dificuldades em controlar a partida.

Até final, Romero ainda falhou um livre direto, mas o resultado acabou por não sofrer quaisquer alterações. Assim sendo, o Sporting CP conseguiu mesmo sair de Almeirim com os três pontos. Uma vitória, por 4-3, arrancada a ferros. Gonzalo Romero, por duas vezes, João Souto e Alessandro Verona apontaram os golos do triunfo leonino.

Na segunda jornada, jogo grande no Pavilhão João Rocha. Os leões defrontam a UD Oliveirense. A partida está agendada para o próximo sábado, pelas 21h00.

Fotografia de Sporting CP

  Comentários