MAIS QUE PERSONALIDADE, PERSEVERANÇA
Tomás Paçó estreou-se num dérbi sénior e foi o escolhido para o “A Rugir Desde Pequenino” desta semana
Maria Pinto Jorge
Texto
13 de Fevereiro 2020, 09:00
summary_large_image

Dia 9 de fevereiro de 2020, Nuno Dias, treinador da equipa de futsal, não se poupou a palavras sobre um jovem da formação leonina, ora vejamos:

“Ele tem uma personalidade incrível. É um jogador das seleções sub-21, sub-20, sub-19, da formação, um jogador habituado a ambientes duros e a jogos internacionais. Obviamente que nunca tinha disputado um dérbi sénior, mas a personalidade dele é vincada e forte. É uma personalidade de alguém que quer jogar estes jogos mais vezes e mais tempo. Tem um potencial enorme e, a minha função é ajudá-lo. Esse é o meu papel. Ajudá-lo a evoluir, a torná-lo cada vez mais experiente, melhor atleta e melhor jogador, para que isto não seja algo que aconteça periodicamente, mas sim algo que, no futuro, vai acontecer regularmente. Felizmente temos uma formação que trabalha muito bem e que nos vai alimentar, certamente”, vincou o míster.

Já percebeu de quem Nuno Dias estava a falar? Não? De Tomás Paçó, sim, o jovem leão que entrou sem medos na partida frente ao SL Benfica, que os verdes e brancos levaram a melhor por 2-0 (LER AQUI). Tomás Paçó foi mesmo o escolhido pela redação do Leonino para a rubrica “A Rugir Desde Pequenino” e, como podemos muito bem concluir, o seu treinador concorda.

Tomás Paçó tem apenas 19 anos, é fixo e joga, desde sempre, com o seu irmão gémeo – Bernardo Paçó, guarda-redes que também atua no Sporting CP. Os gémeos Paçó começaram, aos 9 anos, no Grupo Recreativo Olival de Basto, de Odivelas, mas, na época de 2011/12, ingressaram na equipa de sub-13 de Alvalade.

Subindo em todos os escalões a dar nas vistas, Tomás foi desde sempre considerado um atleta com uma entrega acima da média e um estilo de treino meticuloso, que o levou, esta época, a ingressar no lote de jogadores que subiram aos treinos com a equipa principal de futsal e campeões da Europa, de Nuno Dias.

Tomás Paçó tem apenas 19 anos e tem treinado toda a época com os seniores

É destro, tem 1,70 metros e 60 kg, o que lhe permite a agilidade necessária para a posição de fixo em que atua. Esta temporada, já entrou em sete jogos da equipa principal, tendo marcado um golo. Podemos recordar este momento descrito pelo Leonino, a 20 de dezembro de 2019, dando a devida a importância a este tento, no jogo dos 16-avos-de-final da Taça de Portugal, frente ao Caxinas (LER AQUI).

“O seu irmão (Tomás Paçó), por sua vez, continuava na quadra, e no primeiro minuto da segunda parte (21’), assistido por Pany Varela, só precisou de encostar para se estrear a marcar pelos seniores leoninos”.

Além dos jogos com os seniores, Tomás Paçó já envergou a Listada verde e branca por duas vezes esta época nos juniores, mas, verdade seja dita, os treinos e o seu entrosamento já mudaram de escalão e Nuno Dias está a apostar forte neste jovem para ser uma das caras do futuro do futsal do Sporting CP.

Fotografias de Sporting CP

  Comentários