"O FUTEBOL SEM ADEPTOS, DEIXA DE SER FUTEBOL"
Claque leonina criticou o regresso do futebol sem adeptos nas redes sociais
Diogo Grácio
Texto
4 de Junho 2020, 11:28
summary_large_image

Depois da paragem forçada do futebol durante quase três meses, a Liga NOS regressou esta quarta-feira, 3 de junho, mas com algumas mudanças. A mais significativa é, sem dúvida, a ausência dos adeptos nas bancadas. E esse regresso sem o apoio dos sócios, motivou críticas da Juventude Leonina, claque do Sporting Clube de Portugal.

Através das redes sociais, a claque afeta aos leões deixou críticas a esta medida nova e apontou os dois concertos recentemente realizados no Campo Pequeno, que contaram com a presença de Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa, Presidente da República e Primeiro Ministro, respetivamente.

“Amanhã, quinta-feira, a nossa equipa volta a subir ao relvado, e logo num jogo em Guimarães, frente à equipa local. Desta vez, por imposição da DGS, as bancadas estarão despidas de adeptos, que são uma peça fundamental do fenómeno desportivo. O futebol sem adeptos, deixa de ser futebol”, lê-se no Facebook da Juventude Leonina.

A critica aos concertos no Campo Pequeno, surge como uma revolta: “Mas numa sala como o Campo Pequeno, um recinto fechado, já podem estar mais de 2 mil pessoas, entre elas as mais altas instâncias do país”. Neste sentido, a claque afeta ao Clube verde e branco exigiu mais respeito pelo futebol.

A equipa leonina entra em campo esta quinta-feira, 4 de junho, frente ao Vitória e no post do Facebook, a claque afirmou que vai apoiar a equipa, ainda que longe das bancadas do Estádio D. Afonso Henriques: “Independentemente de tudo isto, amanhã a nossa equipa, não terá o nosso apoio físico, mas sabem que estamos sempre com eles em busca da vitória”.

Praticamente 3 meses depois da suspensão do campeonato nacional de futebol, hoje a bola volta a rolar com o início da…

Publicado por Juventude Leonina 1976 – JUVE LEO em Quarta-feira, 3 de junho de 2020

Fotografia de Juventude Leonina

  Comentários