RELVADO DE ALVALADE JOGA CONTRA O SPORTING
Mau estado do tapete leonino gera revolta nos adeptos. Relva dos leões com influência direta na lesão de Jovane. Mudança de gestão avançada em exclusivo pelo Leonino em Maio
Duarte Pereira da Silva
Texto
19 de Novembro 2021, 12:35
summary_large_image

O mau estado do relvado Estádio José Alvalade está a gerar controvérsia entre os adeptos leoninos. Após a vitória, por 2-1, diante do Varzim, o tema ganhou ainda mais força, uma vez que a degradação do tapete verde e branco parece ter tido influência na lesão de Jovane Cabral (LER MAIS AQUI).

Nas redes sociais, são diversos os adeptos leoninos a questionarem o mau estado do relvado leonino.

De resto, na conferência de imprensa após o jogo, Rúben Amorim abordou o tema: “Obviamente que preocupa, sabendo que as pessoas que estão responsáveis fazem o melhor que podem. Temos de melhorar. Já o trocámos e estamos a fazer de tudo. Agora, temos noção que tem impacto no jogo. Lembro-me de várias bolas em que estamos em superioridade e a bola salta ou um jogador tenta equilibrar-se. Teve impacto na lesão do Jovane, como pode vir a ter num adversário. É preciso evitar isso e melhorar”.

Lembre-se que, tal como o Leonino avançou em exclusivo no passado mês de maio, a gestão do relvado de Alvalade mudou de mãos, passando da RED para a SportRelva (LER MAIS AQUI).

Após algumas críticas, Frederico Varandas, em Assembleia Geral da SAD, abordou o tema: “Quem me dera não ter tido de mudar o relvado, mas já tinha passado o tempo de vida útil há um ano. Por dificuldades financeiras não mudámos nessa altura. Este ano garantiram-nos que já não tinha condições ideais, estava a ficar demasiado rijo e os jogadores já nos tinham chamado a atenção. Optámos pela empresa com preço mais competitivo, mas é óbvio que o relvado não está ao nível do que imaginámos e ao nível do que pagámos”.

  Comentários